Petróleo cai para os 111 dólares o barril penalizado pela incerteza sobre recuperação da procura

Matéria-prima desvaloriza numa altura em os investidores temem que o enfraquecimento do crescimento económico e as políticas monetárias possam penalizar uma recuperação da procura pelo "ouro negro".

Depois de uma subida de mais de 2% na sessão anterior, os preços do petróleo estão novamente em queda, ao desvalorizar para pouco mais de 111 dólares na Europa e em Nova Iorque. Este desempenho numa altura em os investidores temem que o enfraquecimento do crescimento económico global e as políticas monetárias possam penalizar uma recuperação pela procura pelo “ouro negro”.

Pelas 7h30 de Lisboa, o brent, que serve de referência às importações nacionais, recua 0,49% para 111,54 dólares, enquanto o WTI, negociado em Nova Iorque, cede 0,47% para 111,75 dólares. Na sessão anterior, a cotação do barril avançou mais de 2%.

Este desempenho acontece numa altura em que os investidores temem que o enfraquecimento do crescimento económico global e a política monetária mais rígida da Fed possam penalizar a uma recuperação na procura pelo “ouro negro”.

Os investidores estão preocupados com o aumento da inflação, bem como eventuais políticas monetárias mais agressivas por parte dos bancos centrais, pelo que estão a reduzir a exposição a ativos com maior risco. Recorde-se que os bancos centrais norte-americano, britânico e da Austrália aumentaram as taxas de juro recentemente.

Além disso, na quinta-feira, a secretária de Estado do Tesouro norte-americano revelou que os líderes do G7 discutiram sanções secundárias e outras maneiras de limitar as receitas do petróleo da Rússia, minimizando o impacto nos preços da energia.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo cai para os 111 dólares o barril penalizado pela incerteza sobre recuperação da procura

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião