5G une engenheiros da NOS a criativos da THU para acelerar entretenimento digital

Operadora é o primeiro parceiro português do festival de entretenimento digital criado em 2013. Laboratório e apoio a concurso de talentos são os primeiros projetos.

Exemplo do evento principal do THU.DR

A tecnologia 5G levou a Nos a tornar-se no primeiro parceiro português do festival de entretenimento digital Trojan Horse Was a Unicorn (THU). A operadora vai apoiar o concurso de talentos e ainda vai fornecer toda a infraestrutura de rede para um laboratório sensorial e comportamental da THU, que vai nascer em Lisboa. Um projeto que, prevê a THU, deverá implicar um investimento global de cerca de dois milhões de euros, para estimular as indústrias criativas em Portugal.

O cruzamento entre arte e tecnologia não é comum. O THU permite-nos fazer isto com uma escala global, graças à rede de criativos de entretenimento digital em todo o mundo. Estamos a falar da construção de uma sociedade nova”, assinala João Ricardo Moreira, administrador da NOS, em entrevista remota, com o ECO/Pessoas.

Trata-se do primeiro parceiro nacional do festival nascido em Troia em 2013. “Ao fim de nove anos tenho finalmente um parceiro em Portugal que precisa dos artistas, apoia a criatividade e entende que temos de fazer algo diferente para criar uma indústria de entretenimento digital em Portugal”, destaca André Luís, fundador do THU, marca internacional na indústria de entretenimento digital, que tem como parceiros empresas como a Walt Disney Animation Studios, Lego, Netflix, Sony, Riot ou a Epic Games.

Por quantos anos vigora esta parceria, a NOS não detalha, mas garante ser uma “parceria de médio e longo prazo”.

O 5G é o principal mote para ligar engenheiros e criativos. “As marcas querem estar presentes no mundo digital e ter contacto com os clientes nesse novo formato. Como é o ambiente imersivo onde essas pessoas vão estar? A imersão foi desenhada por engenheiros. Mas nós já estamos a ter outro tipo de experiências. Na realidade onde as marcas vão estar presentes, é preciso trazer uma nova conceção. É um novo mundo que estamos a criar, com realidade aumentada e virtual”, nota o administrador da Nos.

Bilhete dourado para festival

O concurso para criativos é um dos dois projetos que vai ser apoiado pela operadora. O Golden Ticket é um desafio para artistas em 2D ou 3D que pretende captar ideias para uma “civilização renascida onde o 5G domina tudo”.

Entre as três categorias da iniciativa, a Nos vai patrocinar a competição para estudantes portugueses em qualquer universidade do mundo. O vencedor terá acesso ao bilhete dourado do evento principal do THU, em Troia, entre 19 e 24 de setembro: inclui entrada, alojamento, voos e todas as refeições. O segundo classificado terá entrada e refeições grátis. O terceiro lugar inclui apenas as refeições.

As inscrições para este desafio podem ser feitas até 17 de julho através desta página.

Laboratório sensorial e comportamental

A empresa de telecomunicações também vai fornecer toda a infraestrutura de rede do laboratório sensorial e comportamento que o THU vai criar no centro de Lisboa. O espaço criativo vai ocupar o antigo edifício da Bright Pixel, a incubadora de startups nascida em 2016, em parceria com o grupo Sonae, que, entretanto, focou-se na área do investimento.

“Vamos ter um contrato de 25 anos para o edifício na rua da Emenda. É um investimento de cerca de dois milhões de euros” para estimular as indústrias criativas em Portugal, assinala André Luís. Na fase inicial, serão ocupados dois dos quatro andares, com experiências gastronómicas e uma sala audiovisual de 360 graus, para tecnologia imersiva.

Os outros dois pisos, até aqui a funcionar como um hostel, serão alvo de obras, com arranque em janeiro de 2023 e duração previsto de um ano.

A Nos quer usar o laboratório para “os clientes empresariais terem contacto com a criatividade orientada para cada um dos sentidos”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5G une engenheiros da NOS a criativos da THU para acelerar entretenimento digital

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião