Portugal capta 32,7 milhões para energia e clima e lidera projeto inovador de gás natural

Na última ronda de resultados para o fundo europeu Horizonte Europa, 21 entidades portuguesas angariaram 12,5 milhões de euros para 11 projetos.

Portugal já captou um total de 32,7 milhões de euros no Horizonte Europa em projetos sobre clima, energia e mobilidade, um valor que representa cerca de 2,1% do financiamento disponível (300 milhões de euros) neste tema. Na última ronda, na qual foram angariados 12,5 milhões, o Hyfuelup, projeto que vai desenvolver uma tecnologia de produção de gás natural renovável a partir de resíduos, foi um dos 11 que conseguiram financiamento.

Temos tido uma taxa de sucesso maior do que a média europeia, a média é na ordem dos 20% e nós estamos na ordem dos 22% (com outros programas incluídos), o que quer dizer que nós nestas áreas, clima, energia e mobilidade, estamos de facto bastante competitivos e capazes de atrair bastante financiamento”, sublinhou a presidente da Agência Nacional de Inovação (ANI), Joana Mendonça, em declarações à agência Lusa.

A responsável sublinhou também a “capacidade” de Portugal em participar nos consórcios europeus, situação que considera “critica” para o aumento da competitividade, inovação e capacidade de internacionalização de empresas e instituições.

Na última ronda de resultados, 21 entidades portuguesas angariaram 12,5 milhões de euros em 11 projetos. Entre os projetos aprovados, a ANI destaca o Hyfuelup, que vai desenvolver uma tecnologia de produção de gás natural renovável a partir de resíduos, graças a um financiamento global de 10,3 milhões de euros.

O projeto será coordenado pelo laboratório colaborativo BIOREF, num consórcio internacional de 11 entidades académicas e empresariais, no âmbito da rede PERIN – uma rede que reúne as várias entidades que, em Portugal, são responsáveis por promover e potenciar a participação nacional nas atividades de investigação e inovação do Horizonte Europa.

Para a presidente, Portugal ao liderar o projeto Hyfuelup está a dar um “excelente sinal” de dinâmica, porque se trata nesta altura de uma área “muito competitiva”. Este projeto conta ainda com quatro parceiros portugueses: o Laboratório Nacional de Energia e Geologia, o Instituto Politécnico de Portalegre, a DouroGás Renovável e a Circlemolecule.

Acerca dos restantes 11 projetos que obtiveram financiamento na última ronda, o ECO/Capital Verde não obteve esclarecimentos a tempo do fecho deste artigo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Portugal capta 32,7 milhões para energia e clima e lidera projeto inovador de gás natural

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião