Preço do petróleo sobe ligeiramente apesar dos receios

Mercado está a equilibrar os receios de uma procura mais lenta devido ao arrefecimento da economia norte-americana com a incerteza do lado da oferta de matéria-prima.

Os preços do petróleo estão a subir ligeiramente esta sexta-feira, cotando nos 110 dólares na Europa e 104 dólares nos Estados Unidos, recuperando, assim, das fortes perdas registadas esta semana. O mercado está a equilibrar os receios de uma procura mais lenta devido ao arrefecimento da atividade económica norte-americana com a incerteza do lado da oferta de matéria-prima.

Às 7h30 de Lisboa, o barril de brent, cotado em Londres e que serve de referência às importações nacionais, está a valorizar 0,01% para 110,06 dólares, enquanto o WTI, negociado em Nova Iorque, avança 0,19% para 104,47 dólares. Os preços caíram cerca de 1,5% na sessão anterior.

Este desempenho da matéria-prima acontece depois de os dados de atividade económica dos Estados Unidos, nomeadamente relativos à produção e aos serviços, terem ficado abaixo das expectativas, juntamente com a queda nos dados de produção na Alemanha.

“Com essas condições, os preços mais altos do petróleo bruto vão tornar-se bastante sensíveis a qualquer aumento de oferta“, diz Stephen Innes, managing partner da SPI Asset Management, citado pela Reuters. O especialista acredita que haverá uma pressão sobre a Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP+) para aumentar a produção de ouro negro.

A OPEP+ e os seus aliados, incluindo a Rússia, provavelmente seguirão um plano de aumento acelerado de produção em agosto, na esperança de diminuir os preços do petróleo e a inflação, avança a agência de notícias. A organização concordou na última reunião de 2 de junho aumentar a produção em 648 mil barris por dia em julho, equivalente a 7% da procura mundial, e na mesma quantidade em agosto, acima do plano inicial.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Preço do petróleo sobe ligeiramente apesar dos receios

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião