Alpac finaliza compra da Euronews. Graça Franco vai liderar Conselho Editorial

A jornalista Graça Franco, até recentemente Provedora do Ouvinte da RTP, vai presidir o Conselho Editorial da Euronews, agora que a Alpac Capital finalizou a aquisição de uma posição maioritária.

A jornalista Graça Franco, que deixou o cargo de Provedora do Ouvinte da RTP na semana passada, vai presidir o novo Conselho Editorial da Euronews, na sequência da compra de uma posição maioritária no canal pela portuguesa Alpac Capital. A escolha foi anunciada esta terça-feira, dia em que o grupo deu conta da finalização do negócio.

Foi em meados de dezembro de 2021 que a Alpac Capital, um fundo de capital de risco português, anunciou a compra de 88% da Euronews à Media Global Networks, holding do magnata egípcio Naguib Sawiris. O fundo é controlado por Pedro Vargas David (filho do ex-eurodeputado Mário David, atual conselheiro político do primeiro-ministro da Hungria, Viktor Orbán) e Luís Santos (filho do selecionador português Fernando Santos).

Esta terça-feira, o negócio é dado como finalizado e é designado o Conselho Editorial: “A jornalista Graça Franco, ex-diretora de Informação da Rádio Renascença e até muito recentemente Provedora do Ouvinte da RTP, foi nomeada presidente do Conselho Editorial da Euronews. O Conselho Editorial é responsável por discutir todos os assuntos e estudar todas as ações e decisões relativas à linha editorial e qualidade editorial da Euronews, em particular no que diz respeito ao cumprimento do seu estatuto editorial, políticas e diretrizes de notícias da Euronews e os princípios orientadores estratégicos definidos a este respeito”, refere o grupo num comunicado.

Citada na mesma nota, Graça Franco aponta que “a Europa e o mundo estão a mudar e este é o momento de tentar explicar melhor as coisas, de combater as notícias falsas e de fazer cumprir os princípios orientadores da Euronews, que mesmo passados tantos anos ainda se mantêm atuais e relevantes”. “Considero as minhas novas funções como a continuidade do meu papel de provedora. É o papel mais honroso que nos podem confiar: lutar pela liberdade dos seus pares”, acrescenta.

A Euronews recorda ainda que, recentemente, nomeou Guillaume Dubois para o cargo de CEO. Dubois exerceu o mesmo cargo na francesa BFM TV e foi diretor de broadcasting da LCI, de acordo com o comunicado.

Desde o anúncio do negócio até agora, o mundo mudou com o eclodir da guerra na Europa. Em dezembro, a Alpac prometia que “todos os mecanismos de controlo — em particular a independência editorial — colocados em prática quando a Media Global Networks adquiriu a posição na companhia em 2015 vão continuar inalterados”.

“A Europa viveu momentos de instabilidade na última década: crises financeira, sanitária e agora militares, que não há muito tempo, seriam praticamente impensáveis. A União Europeia tem, por isso, desempenhado um papel cada vez mais central nas nossas vidas. Para a UE se tornar, tal como é nosso desejo, mais forte e eficiente tem de ser cada vez mais democrática e responsável: nada disto é possível sem uma imprensa livre e forte”, diz agora Pedro Vargas David, CEO da Alpac Capital.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Alpac finaliza compra da Euronews. Graça Franco vai liderar Conselho Editorial

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião