Entrevista a Diogo Perestrelo. Edição de julho/agosto da Advocatus

Na Advocatus de julho/agosto pode ler a entrevista ao sócio da PLMJ, Diogo Perestrelo, uma reportagem feita em Madrid sobre o escritório Andersen e ainda uma entrevista à presidente da Direito Mental.

Advogado de David Neeleman na TAP, Diogo Perestrelo assessorou as primeiras PPP de infra estruturas e da Saúde em Portugal. Colaborou no IPO da Galp e esteve com as principais privatizações que aconteceram no período da presença da troika em Portugal. Em relação à companhia aérea, depois de ter assessorado a privatização nos tempos da troika, voltou a ser o advogado a acompanhar a reversão da privatização com o empresário americano. Entre várias grandes transações, assessorou a compra da Ascendi pelo Fundo Ardian, a compra do grupo Tivoli pela Minor e em 2018, coordenou a equipa responsável pela joint venture entre a Morgan Stanley Infraestruturas e o Fundo Horizon. Recentemente, coordenou em representação do fundo americano SVP a disputa com a Brisa pelo controle das concessões rodoviárias AEDL e Brisa.

Em 2016 abandonou a Cuatrecasas, após 24 anos e integrou a equipa de sócios da PLMJ como co-coordenador da área de corporate e M&A. Com uma vasta experiência em operações de fusões e aquisições, private equity e projetos, em setores como transportes, infraestruturas, aviação, energia, distribuição e turismo, o advogado prestou também assessoria nas áreas de concessões rodoviárias, energia renovável e empresas de telecomunicações.

Diogo Perestrelo, sócio e co-coordenador da área de Corporate M&A da PLMJ, em entrevista ao ECO/Advocatus - 07JUN22
Diogo Perestrelo, sócio e co-coordenador da área de Corporate M&A da PLMJ, em entrevista ao ECO/AdvocatusHugo Amaral/ECO

“Perfect marriage”. Foi esta a expressão que por várias vezes José Vicente Morote Sarrión, Íñigo Rodríguez-Sastre, sócios e co-managing partners da Andersen Espanha, e José Mota Soares, sócio e líder do escritório em Portugal, descreveram a fusão entre os escritórios da firma em Espanha e em Portugal.

Esta mudança na estrutura dos escritórios foi anunciada em fevereiro e a Advocatus viajou até Madrid para conhecer o escritório da Andersen e para conversar com os três sócios. Uma fusão que se insere na estratégia de expansão das firmas que pretendem maximizar sinergias entre os dois países para prestar melhores serviços aos clientes, através do aumento e integração das equipas bem como das capacidades dos escritórios.

Íñigo Rodríguez-Sastre, sócio e co-managing partner da Andersen Espanha; José Mota Soares, sócio e líder do escritório em Portugal; e José Vicente Morote Sarrión, sócio e co-managing partner da Andersen Espanha.

A PRA – Raposo, Sá Miranda & Associados assessorou a entrada do grupo Agris na Euronext Lisboa, com a emissão de obrigações no montante de 15 milhões de euros. O grupo económico Agris opera há mais de 35 anos no mercado português e conta com uma estrutura acionista totalmente nacional. Descubra todos os pormenores da operação na rubrica negócio do mês da 138.ª edição.

Rita Rendeiro é a advogada do mês desta edição. A presidente da Direito Mental esteve à conversa com a Advocatus e contou como surgiu a ideia de criar a associação dedicada à promoção da saúde mental junto da comunidade jurídica portuguesa. Sublinhou que o feedback tem sido muito positivo e que têm encontrado grande adesão. Sobre o setor, Rita Rendeiro acredita que, pelas suas características, é propenso a situações de alta pressão, conflito, isolamento, ansiedade, abuso de substâncias.

Rita Rendeiro, presidente da Direito MentalJoão Nogueira

A Associação das Sociedades de Advogados de Portugal (ASAP) comemora os seus 20 anos contando as histórias de algumas das mais emblemáticas sociedades de advogados do nosso país. Leia na edição de julho/agosto este caderno especial.

Assine a revista Advocatus aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Entrevista a Diogo Perestrelo. Edição de julho/agosto da Advocatus

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião