Petróleo cai 3% para níveis abaixo da pré-guerra

  • ECO
  • 4 Agosto 2022

Risco de uma recessão nos EUA e na Europa afunda os preços do barril. Brent caiu para valores abaixo do dia 24 de fevereiro, que marcou o início da invasão da Rússia na Ucrânia.

Os preços do petróleo estão em forte queda esta quinta-feira, com o barril de Brent a cair para 93,50 dólares, o valor mais baixo desde 21 de fevereiro, antes de a Rússia ter iniciado a invasão na Ucrânia três dias depois, atirando as cotações do “ouro negro” para máximos de vários anos.

Em Londres, os futuros do Brent cedem 3% para 93,90 dólares, enquanto o WTI negociado em Nova Iorque cai 2,6% para 88,29 dólares por barril.

Petróleo em queda

A pressionar os preços do petróleo está o avolumar dos receios de uma recessão nos EUA e na Europa e também com a política de zero casos de Covid-19 na China, o maior importador mundial de crude.

Por outro lado, nos EUA, os stocks de crude aumentaram inesperadamente na semana passada, sinalizando um recuo da procura no maior consumidor mundial, contribuindo para a descida da cotação da matéria-prima.

Quebrar a barreira dos 90 dólares é uma possibilidade real e é realmente notável tendo em conta a escassez do mercado e a margem reduzida de aliviar esse aperto”, referiu Craig Erlam, analista da Oanda. “Mas o tema da recessão está a ficar mais evidente e deverá tornar-se uma realidade, e isso irá resolver algum do desequilíbrio do mercado”, acrescentou.

Esta quinta-feira, o Banco de Inglaterra subiu os juros em 50 pontos base, no maior agravamento das taxas em 27 anos, para travar a escalada da inflação, e avisou que a economia britânica vai deslizar para uma recessão no final do ano.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Petróleo cai 3% para níveis abaixo da pré-guerra

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião