Subida de preços acelera 32% vendas das fábricas portuguesas em junho

Escalada dos preços continua a fazer subir o volume de negócios na indústria portuguesa. Maior contributo vem da energia, mas na exportação o destaque vai para os veículos e componentes automóveis.

O índice de volume de negócios na indústria portuguesa registou um crescimento de 31,5% em junho, em termos homólogos e nominais, uma taxa superior em 2,4 pontos percentuais (p.p.) à registada no mês anterior. O Instituto Nacional de Estatística (INE) atribuiu esta progressão ao “expressivo” aumento de preços na indústria, cuja variação se situou em 25,7% no mês que fechou o primeiro semestre do ano.

O setor da energia deu o principal contributo para a variação do índice total (12,1 p.p.) em resultado do crescimento de 60,4% nas vendas face ao mesmo mês do ano anterior. Os bens intermédios e os bens de investimento tiveram aumentos homólogos de 23,6% e 44,6%, respetivamente, enquanto os bens de consumo tiveram uma variação de “apenas” 15%.


Pelo segundo mês consecutivo, mostra ainda esta publicação do INE, as vendas com destino aos mercados externos registaram um aumento homólogo mais expressivo (37,5%) do que aquelas que foram feitas para o mercado nacional (27,2%). Os bens intermédios e de investimento – com destaque para o fabrico de veículos e componentes automóveis – deram os maiores contributos na exportação da indústria portuguesa.

Finalmente, o emprego, as remunerações e as horas trabalhadas registaram em junho crescimentos homólogos de 2,9%, 6,4% e 2,5%, respetivamente (3,2%, 7,8% e 3,1% em maio, pela mesma ordem).

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Subida de preços acelera 32% vendas das fábricas portuguesas em junho

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião