Retalhistas em alta após resultados mas Wall Street não se convence

Walmart acelera quase 5% depois de apresentar projeções de lucros mais otimistas do que o esperado. Home Depot também avança com resultado positivo. Cautela continua a dominar Wall Street.

As bolsas norte-americanas iniciaram a sessão desta terça-feira em baixa, com os investidores a digerirem os resultados das retalhistas Walmart e Home Depot, enquanto os sinais de um abrandamento económico global continuam a deixar os mercados nervosos.

O índice S&P 500 cai 0,16% para 4.290,46 pontos, depois de duas sessões em alta. Também o tecnológico Nasdaq recua 0,35%. Já o industrial Dow Jones contraria a tendência e avança ligeiros 0,04%.

Wall Street deu início à temporada de resultados do setor do retalho, com notícias positivas da Walmart e da Home Depot. Por um lado, a maior retalhista do mundo está a acelerar 4,80% para 138,97 dólares, depois de ter apresentado perspetivas de uma queda mais suave do lucro anual.

O bom desempenho da Walmart está a puxar pelo setor. Um desses casos é a Home Depot, que também avança 0,99% para 317,74 dólares, depois de ter anunciado vendas acima do esperado no último trimestre.

Ainda assim, o sentimento dominante entre os investidores do outro lado do Atlântico é de cautela, como revelou inquérito mensal do Bank of America aos gestores de fundos. Persistem os receios com uma travagem na economia.

“As bolsas em Wall Street recuam, à medida que os investidores tentam avaliar os sinais de uma desaceleração económica e qual será o impacto destes na política monetária do banco central norte-americano e na inflação”, explicam os analistas da sala de mercados do BCP.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Retalhistas em alta após resultados mas Wall Street não se convence

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião