“Esta estrutura inovadora nunca tinha sido utilizada em Portugal”, diz sócio da Morais Leitãopremium

Morais Leitão, King & Wood Mallesons, DLA e Uría com aumento de capital da EDP e EDP Renováveis de 1500 milhões. Descubra todos o pormenores na rubrica Negócio do Mês.

Em fevereiro, o CEO Miguel Stilwell d’Andrade anunciava a preparação de uma operação de aumento de capital entre 1,5 e 2 mil milhões de euros da EDP Renováveis.“A EDP Renováveis é um potencial veículo de investimento”, explicou Stilwell d’Andrade na apresentação do plano estratégico 2021-2025. Apesar de considerar que “um aumento de capital iria de forma significativa o free floate a liquidez das ações da EDP Renováveis”, a empresa não abdicou de manter o controlo da subsidiária, com um mínimo de 70% do capital (face aos atuais 83%). Para isso, a EDP contou com a assessoria dos seus advogados da Morais Leitão. E se na operação de aumento de capital da EDP esteve envolvida uma equipa de seis advogados da ML (Ricardo Andrade Amaro, Carlos Osório de Castro; Diana Ribeiro Duarte, Pedro

Assine para ler este artigo

Aceda às notícias premium do ECO. Torne-se assinante.
A partir de
5€
Veja todos os planos