Desafios à profissionalização das PME

Diagnóstico; missão, visão e valores; e plano estratégico são apenas alguns dos tópicos que constituem ações a implementar no processo de profissionalização de uma PME.

“Para quê mudar, se as coisas estão bem? Para quê estratégia se apenas conseguimos sobreviver? Os mercados internacionais estão fora do nosso alcance! Implementar novas práticas de controlo de gestão não se aplicam à minha empresa, não há tempo para formação”. Estas afirmações não fomentam o mindset dos donos das empresas para o caminho da profissionalização dos seus negócios.

Existem inúmeros artigos e case studies que podem ajudar os donos das empresas a desenvolver os 10 tópicos que apresento e que constituem ações a implementar no processo de profissionalização de uma PME.

# 1 Diagnóstico

Reveja a história que trouxe a sua empresa até aqui. Saiba que objetivos foram já conseguidos. Conheça o seu sector de atividade, a concorrência e perceba a sua evolução.

# 2 Missão, Visão e Valores

Ainda que estas ideias estejam claras para a equipa de gestão, a estratégia precisa de ser formalizada e partilhada de forma transversal à organização. É um recurso simples, porém, poderoso para alinhar ações e decisões tomadas no dia a dia da empresa.

# 3 Plano estratégico

A sua implementação implica o desenvolvimento de ações, que em conformidade com os valores definidos materializam a missão e a visão para a empresa. Fornece igualmente uma visão do seu enquadramento no mercado. Uma metodologia simples passa por definir primeiro os eixos estratégicos, o modelo de organização e os objetivos a alcançar.

# 4 Objetivos

Os objetivos deverão ser definidos em diferentes perspetivas de análise: financeira, clientes/ mercado, processos e organização (recursos humanos e cultura empresarial). Importa referir que os objetivos tanto são qualitativos como quantitativos. A abertura de um novo ponto de venda é um objetivo qualitativo, o aumento do número de clientes é por sua vez um objetivo quantitativo. Os objetivos devem ser medidos, o que não for medido não pode ser gerido ou não pode ser melhorado.

# 5 Processos de negócio e de suporte à gestão

Desenvolver uma análise critica aos processos de negócio, de suporte necessários ao fornecimento de produtos e serviços e ao longo das suas fases (vendas e após venda) aplicados aos ciclos da receita e da despesa. No da receita, temos as fases de pré-venda, venda e expedição, recebimento de valores e respetivos registos na contabilidade. A otimização do funcionamento destes processos exige uma análise cuidada da eficiência e eficácia, medida através de indicadores de produtividade e qualidade.

#6 Modelo de governo e de organização

As empresas precisam de um modelo de gestão e organização adequado às suas especificidades e características. Cabe aos gestores definir qual a forma de gestão que mais atende à organização. Importando aqui perceber qual o modelo e método de aprovação de decisões que permitam o desenvolvimento das ações necessárias à profissionalização da empresa.

#7 Política de carreiras e remunerações

É essencial determinar uma política transparente de funções e remunerações, para que cada colaborador possa planear a evolução da sua carreira. Pretende-se uma organização que promova o mérito, a competência e o reconhecimento, traduzido não só em benefícios financeiros como também num melhor equilíbrio entra a esfera pessoal e profissional.

# 8 Talento

Os colaboradores são o maior ativo de uma organização. A potenciação do seu desenvolvimento e o compromisso com a atração e retenção de talento estão associados à cultura organizacional da empresa A profissionalização de um negócio depende da performance individual e coletiva dos recursos da empresa, desde as equipas operacionais até aos líderes.

# 9 Controlo de gestão

Um sistema de controlo de gestão pressupõe a elaboração de um orçamento, anual, cuja execução decorre dos eixos estratégicos previamente definidos. O orçamento é uma ferramenta de curto prazo onde se definem os principais indicadores chave que constituem os objetivos anuais da empresa.

# 10 Cultura organizacional

A cultura organizacional é uma força na consolidação de uma empresa. Estabelece os valores e guia a performance das equipas nas práticas de negócio e no modo de encarar e superar os desafios, na construção de um clima que desperte em todos a perceção de que a organização atua com foco e seriedade.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Desafios à profissionalização das PME

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião