Mesmo com Euro 2016, PIB francês cai no 2º trimestre

Hollande não se livra das más notícias, mesmo com o investimento no Euro 2016. O PIB francês no 2º trimestre diminuiu 0,1% face ao mesmo período de 2015.

França chegou à final, mas perdeu com Portugal. Um fracasso no relvado que também teve reflexo na economia. Mesmo com o Euro 2016 que arrancou em junho, o PIB encolheu no segundo trimestre, travando face ao arranque do ano. Apesar de ligeira, a queda de 0,1% face ao trimestre homólogo demonstra que as medidas do atual governo não estão a fazer efeito.

O PIB francês volta assim a terreno negativo nas comparações homólogas, algo que não acontecia desde o primeiro trimestre de 2014. A economia francesa tem crescido lentamente desde essa altura, com os 0,7% do primeiro trimestre deste ano a ser o melhor valor mais recente. Contudo, o presidente francês François Hollande tem com que se preocupar uma vez que os indicadores são, no geral, negativos e as eleições em França em abril estão à porta.

Investimento cai

Para além do PIB, também o consumo interno e o investimento registaram quedas ligeiras, depois de crescerem 1,1% e 1,3%, respetivamente, no primeiro trimestre. No 2º a queda foi de 0,1% para o consumo interno e de 0,2% para o investimento (formação bruta de capital fixo) de abril a junho, os meses que antecederam o Euro 2016.

As boas notícias vieram das exportações que, após uma diminuição de 0,4% nos primeiros três meses do ano, estão agora a subir 0,2%. Nas importações registou-se o contrário: depois de uma subida de 0,2% caíram 1,8%.

França é um dos principais fornecedores externos de bens para Portugal, a par da Espanha e Alemanha. Contudo, o saldo da balança comercial com França tende a ser positivo para Portugal. Em 2015, França foi o segundo maior destino das exportações portuguesas com um aumento de 6,6% face a 2014. Além disso, é o maior destino de emigrantes portugueses.

Editado por Paulo Moutinho

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mesmo com Euro 2016, PIB francês cai no 2º trimestre

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião