Crescimento do Reino Unido supera expectativas

  • Rita Atalaia
  • 30 Setembro 2016

A economia do Reino Unido continua a mostrar sinais de resiliência, crescendo mais do que o esperado no segundo trimestre. No entanto, o défice comercial tocou um máximo de dois anos e meio.

A economia do Reino Unido cresceu 0,7% no segundo trimestre, ficando ligeiramente acima do que era previsto. O consumo aumentou e o investimento das empresas cresceu, compensando a subida do défice comercial para um máximo de dois anos e meio.

A leitura preliminar do gabinete nacional de estatísticas do Reino Unido era de 0,6%, mostrando que a economia tem-se mantido resiliente após o país ter decidido sair da União Europeia. No entanto, o aumento do défice comercial teve impacto: a subida do défice externo no segundo trimestre.

O défice externo foi de 28,7 mil milhões de libras (33,3 mil milhões de euros), o que corresponde a 5,9% do Produto Interno Bruto. No primeiro trimestre, ficou nos 5,7% e tocou um máximo recorde de 7% no final do ano passado.

O Brexit acabou por colocar o défice externo em foco, com alguns analistas a alertarem que os investidores estrangeiros podem estar menos dispostos a financiar o défice através da compra de ativos do Reino Unido.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Crescimento do Reino Unido supera expectativas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião