Investidores fogem do Deutsche Bank e procuram refugio no ouro

  • Ana Luísa Alves
  • 30 Setembro 2016

A ansiedade dos investidores cresce em torno das situação atual do Deutsche Bank, o que fez com que o ouro, um ativo de refúgio, tenha ficado a ganhar no fim do terceiro trimestre do ano.

O momento de ansiedade com a saúde financeira do Deutsche Bank está a levar os investidores a fugir do mercado acionista e procurar refúgio no “metal amarelo”. Hoje o ouro está a valorizar 0,24% até 1,323.54 dólares por onça, em Londres, registando o primeiro avanço em quatro sessões.

Segundo a Bloomberg, aproximadamente uma dezena de hedge funds que têm negócios com o Deutsche Bank têm reduzido a sua exposição ao banco, um sinal do crescente receio face à estabilidade do setor financeiro.

As ações do Deutsche Bank atingiram hoje um novo mínimo histórico, conduzindo a uma recuo dos mercados acionistas europeu e asiático.

Por outro lado, o valor da onça continua nos níveis mais baixos depois do aumento da confiança do consumidor nos EUA ter reforçando a hipótese de a Reserva Federal Norte-Americana aumentar as taxas de juro este ano. Os preços da onça caíram também quando Hillary Clinton viu as suas possibilidades de chegar à casa branca aumentarem depois do debate com Donald Trump. O Citigroup acrescentou que a vitória de Trump em novembro poderia incentivar a volatilidade no ouro.

Editado por Mónica Silvares

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Investidores fogem do Deutsche Bank e procuram refugio no ouro

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião