Costa quer regras diferentes nas pensões mínimas

Esquerda quer aumento de 10 euros, mas num universo diferente. Costa apontou para regras diferentes, mas no futuro. Para 2017 ainda está (quase) tudo em aberto.

É uma posição “pessoal”, mas que pode tornar-se real nesta legislativa. O primeiro-ministro defendeu, em entrevista ao Público, que quer regular as pensões mínimas atribuídas pela Segurança Social, mas o assunto “não está agenda”.

Tem-se “generalizado a ideia, que não é correta, de que todas as pensões mínimas correspondem a baixos rendimentos”, apontou. António Costa pretende limitar a atribuição destas pensões consoante o rendimento dos pensionistas, mas a mudança não vai estar presente no Orçamento do Estado para 2017.

Na agenda está o aumento das pensões no geral, mas com proposta diferentes do PCP e do BE. Jerónimo de Sousa quer um aumento de dez euros para todas as pensões. Catarina Martins quer o mesmo valor, mas limita o universo a pensões até aos “600 e poucos euros”. Ambos querem um “aumento real”, mas Costa ainda não decidiu o que vai constar do OE.

Depois da reposição dos salários dos funcionários da função pública, não haverá – pelo menos em 2017 – atualizações aos salários. António Costa empurra esse aumento para 2018. Na mesma entrevista, António Costa admite ainda que economia deverá crescer pouco mais de 1%.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Costa quer regras diferentes nas pensões mínimas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião