Negócios de Lula da Silva em Angola valem-lhe mais uma acusação

  • Lusa
  • 10 Outubro 2016

O antigo presidente do Brasil foi hoje acusado de organização criminosa e lavagem de dinheiro ligadas aos seus negócios no país africano.

O Ministério Público Federal (MPF) do Brasil acusou hoje o ex-Presidente Lula da Silva pelos crimes de organização criminosa, lavagem de dinheiro, tráfico de influências e corrupção passiva devido a negócios em Angola.

“As práticas criminosas ocorreram entre, pelo menos, 2008 e 2015 e envolveram, segundo o MPF, a atuação de Lula (da Silva) junto ao Banco Nacional de Desenvolvimento Económico e Social (BNDES) e outros órgãos sediados em Brasília com o propósito de garantir a liberação de financiamentos pelo banco público para a realização de obras de engenharia em Angola”, lê-se num comunicado do MPF.

Além de Lula, a acusação foi feita anda contra mais 10 pessoas, entre elas o empresário Marcelo Odebrecht e o sobrinho de Lula da Silva, Taiguara Rodrigues dos Santos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Negócios de Lula da Silva em Angola valem-lhe mais uma acusação

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião