Governo renova apoios a desempregados

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 14 Outubro 2016

Casais desempregados continuam a ter direito a uma majoração no valor do subsídio. Medida extraordinária de apoio a desempregados de longa duração também é prorrogada.

O Governo mantém, em 2017, os apoios a desempregados já previstos em Orçamentos do Estado anteriores. Continua a haver a majoração do subsídio para casais desempregados e o apoio a desempregados de longa duração.

De acordo com a proposta de Orçamento do Estado para 2017 a que o ECO teve acesso, no próximo ano, os casais desempregados com filhos a cargo vão manter o direito a uma majoração de 10% no subsídio de desemprego. A medida foi criada pelo anterior Executivo de Passos Coelho e tem vindo a ser renovada.

Aplica-se igualmente a agregados monoparentais e também abrange o subsídio por cessação de atividade, que é atribuído a gerentes e trabalhadores independentes com atividade empresarial em determinadas condições.

A medida extraordinária de apoio a desempregados de longa duração, criada este ano, também é para manter. Em causa está um apoio, pago durante seis meses, a pessoas inseridas em agregados de baixos rendimentos que esgotaram o subsídio social de desemprego há mais de 360 dias.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo renova apoios a desempregados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião