Diesel: VW chega a acordo de 14,7 mil milhões com clientes americanos

  • Juliana Nogueira Santos
  • 25 Outubro 2016

A empresa estava em processo litigioso com os donos dos carros afetados pelo escândalo das emissões nos Estados Unidos.

Foi aprovado o acordo proposto pelos clientes americanos da Volkswagen afetados pelo escândalo das emissões. A fabricante germânica vai ter de pagar 14,7 mil milhões de dólares para evitar a continuação de um dos maiores processos judiciais da história da justiça americana.

Este acordo chega um ano depois de ter vindo a público a utilização de dispositivos que mascaravam os valores das emissões de gases poluentes. Com a justiça norte-americana a aceitar o acordo, a VW terá de cumprir um série de obrigações junto dos clientes dos EUA que vão custar milhares de milhões de dólares:

  • Retoma de carros a gasóleo com motores de 2.000 de cilindrada equipados com os dispositivos que mascaravam as emissões. Os clientes receberão o valor comercial dos veículo aquando da divulgação do escândalo.
  • Indemnização de 5.100 a 10.000 dólares a juntar à opção de retoma ou arranjo dos veículos.
  • Contribuição de 2,7 mil milhões de dólares para projetos de redução de poluição levados a cabo pelos reguladores.
  • Contribuição de 2 mil milhões de dólares para projetos de tecnologia limpa.
  • Resolução de cerca de 85% dos casos de manipulação de emissões até 30 de julho de 2019, com pena de pagamento de mais 85 milhões de dólares a um fundo ambiental por cada ponto percentual que faltar, acrescendo mais 13,5 milhões por cada ponto percentual que faltar no estado da Califórnia.

Já tinham sido reservados cerca de 19,5 mil milhões de dólares para cobrir os custos resultantes deste escândalo, no entanto este valor pode não ser suficiente numa altura em que os clientes americanos, donos de carros a gasóleo com 3.000 de cilindrada, podem entrar num processo semelhante a este.

A empresa pode também vir a ser alvo de vários processos de caráter ambiental, tanto em território americano como na Europa. No Velho Continente, depois do acordo nos EUA, aumenta o coro de vozes para que a fabricante alemã tenha de vir a compensar também os seus clientes afetados pelo escândalo das manipulações de gases poluentes.

Apoie o jornalismo económico independente. Contribua

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso. O acesso às notícias do ECO é (ainda) livre, mas não é gratuito, o jornalismo custa dinheiro e exige investimento. Esta contribuição é uma forma de apoiar de forma direta o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo rigoroso e credível, mas não só. É continuar a informar apesar do confinamento, é continuar a escrutinar as decisões políticas quando tudo parece descontrolado.

Introduza um valor

Valor mínimo 5€. Após confirmação será gerada uma referência Multibanco.

Comentários ({{ total }})

Diesel: VW chega a acordo de 14,7 mil milhões com clientes americanos

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião