Grande maioria das empresas exporta ou importa só de um país

  • Marta Santos Silva
  • 25 Outubro 2016

Os valores exportados continuam muito concentrados nas maiores empresas, com aquelas que fazem negócio com 20 ou mais parceiros a concentrar 43% do valor.

Em 2015, a maior parte das empresas portuguesas importadoras, 86,9%, só transacionaram bens com um país, revelou esta terça-feira o Instituto Nacional de Estatística (INE). Do lado das empresas exportadoras, a percentagem que faz transações com apenas um país também continua alta, nos 69,7%, mas diminuiu comparativamente a 2010.

Esta diminuição demonstra uma redução da exposição face a apenas um mercado no caso das empresas exportadoras, ou seja, uma menor vulnerabilidade a uma mudança de conjuntura nesse país. Além de uma redução nas empresas que fazem negócio de exportação com um só país, diminuiu também o peso das empresas que registaram pelo menos 50% das suas exportações para o mesmo país estrangeiro. Já no caso das importadoras, o risco permanece muito significativo.

A diversificação de parceiros, na exportação ou na importação, diminui o risco a que a empresa em questão fica sujeita se houver alterações dramáticas na situação económica de um dos países com os quais faz negócio — como foi o caso de Angola, um dos grandes parceiros das empresas portuguesas, com a queda do preço do petróleo.

O INE destaca que, no primeiro trimestre de 2016, as exportações de bens para Angola diminuíram 477 milhões de euros relativamente ao período homólogo. As empresas portuguesas têm uma elevada exposição a esse mercado — em 2015, 40,5% das empresas que exportaram para Angola só o fizeram para esse país. Mas apesar de tudo a exposição era inferior à de 2014.

Maiores empresas concentram muito do valor exportado e importado

O INE destaca ainda que, tanto no caso das exportações como no das importações de bens, o valor transacionado está concentrado numa pequena minoria das empresas. Sozinhas, as cinco maiores empresas exportadoras concentram 15,9% do valor transacionado.

Em 2015, “as 100 maiores empresas exportadoras concentraram perto de 44% das exportações”, lê-se no texto divulgado pelo instituto, e as 100 maiores importadoras concentraram 39% das importações.

Se se olhar para as empresas que exportam para 20 ou mais países — apenas 1,7% das empresas exportadoras portuguesas cumprem este critério — estas reúnem a maior parte do valor exportado. É um peso que aumentou 1,6 pontos percentuais relativamente a 2014, para passar a ser de 43,8% do valor total exportado.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Grande maioria das empresas exporta ou importa só de um país

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião