Luis Filipe Vieira: tricampeão nos títulos… e nas contas?

  • Tiago Varzim
  • 27 Outubro 2016

O passivo quase quadruplicou, mas os resultados líquidos - principalmente nas últimas três épocas - foram positivos. Em 2015/2016 as vendas milionárias de jogadores ajudaram.

Há 13 anos à frente do clube das águias, Luís Filipe Vieira já fez correr muita tinta. Entre os maus ou bons resultados desportivos, como foi a evolução das contas anuais do Sport Lisboa e Benfica? O ECO foi rever os números grandes dos relatórios de contas desde 2003 para tirar conclusões da gestão financeira do presidente que foi novamente a votos… sozinho.

Mais de uma década no poder trouxeram alegrias, mas também tristezas aos benfiquistas. A época 2004/2005 ainda foi um momento positivo com a conquista do campeonato nacional, mas depois passaram cerca de cinco anos até em 2009/2010 haver uma nova vitória do título português principal já com Jorge Jesus.

Apesar de mais três anos de travessia no deserto, Luís Filipe Vieira conseguiu ser tricampeão: dois títulos com Jorge Jesus e o último com Rui Vitória. Estas últimas três vitórias em Portugal traduziram-se também numa fase internacional positiva.

Tanto na época 2012/13 como na época de 2013/14, o Benfica chegou à final da Liga Europa, mesmo sem vencer nas duas ocasiões com o Sevilha e o Chelsea. A exposição internacional deu reputação ao clube e, principalmente, fomentou o interesse nos jogadores do clube.

A época passada foi exemplo disso: Nico Gaitán foi vendido ao Atlético de Madrid por 25 milhões de euros e Renato Sanches foi para o Bayern de Munique por 35 milhões de euros. Além disso, o Benfica conseguiu chegar aos quartos-de-final o que permitiu um encaixe superior a 40 milhões de euros. Por outro lado, a compra de Rafa por 16,4 milhões de euros ao Braga foi a mais cara da época.

benfica_liquidos-01

Estas vendas traduziram-se em bons resultados líquidos nos últimos anos. Nas últimas três épocas o registo não foi só positivo desportivamente — com a equipa sénior de futebol a sagrar-se tricampeã –, mas também nos resultados líquidos do clube: 14 milhões em 2014, sete milhões em 2015 e 20 milhões em 2016.

benfica_passivo-01-01-01

Porém, nem todos os números são positivos. Das 13 épocas em que Luís Filipe Vieira esteve como presidente oito registaram resultados líquidos negativos. Para além disso, Vieira aumentou 3,7 vezes o passivo do clube. Na época 2003/2004 o passivo marcava os 122 milhões de euros. Treze anos depois, na época 2015/2016 o relatório de contas revela que o passivo está nos 455 milhões de euros.

Títulos desde que Luís Filipe Vieira é presidente:

  • Supertaças (3): 2004/2005 | 2013/14 | 2016/2017
  • Taça de Portugal (2): 2003/04 | 2013/14
  • Campeonato Nacional (5): 2004/05 | 2009/10 | 2013/14 | 2014/15 | 2015/16
  • Taça da Liga (7): 2008/09 | 2009/10 | 2010/11 | 2011/12 | 2013/14 | 2014/15 | 2015/16

Editado por Paulo Moutinho

Comentários ({{ total }})

Luis Filipe Vieira: tricampeão nos títulos… e nas contas?

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião