Mulheres empresárias procuram-se. Connect to Success abre candidaturas para a terceira edição

O programa de apoio a mulheres empresárias está de regresso para a terceira edição. As participantes têm a oportunidade de serem acompanhadas por mentores para fazerem crescer os seus negócios.

Já abriram as candidaturas para a terceira edição do Corporate Mentoring Program do Connect to Success, programa de apoio a mulheres empresárias que é promovido pela Embaixada dos Estados Unidos em Portugal e pela Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

O objetivo do programa, criado há dois anos pelas mãos da embaixatriz Kim Sawyer, e que hoje já conta com edições em Coimbra e nos Açores, é simples: “Fortalecer a economia portuguesa, apoiando o crescimento e fortalecimento de pequenas e médias empresas detidas por mulheres, assim como a promoção da igualdade de género no mundo empresarial”.

Para isso, as empresárias são acompanhadas por “uma equipa de especialistas das melhores empresas de Portugal”, num programa de corporate mentoring, que as ajuda a “analisar os seus negócios de uma nova perspetiva”. No fundo, explica ao ECO Kim Sawyer, as empresárias têm a oportunidade de trabalhar sobre os seus negócios, focando-se no panorama geral para crescerem.

"As empresárias criam redes que lhes dão a autoconfiança e o conforto de fazer parte de um grupo.”

Kim Sawyer

Embaixatriz dos EUA em Portugal

Desde que foi criado, o Connect to Success conheceu um “enorme crescimento”, diz a embaixatriz norte-americana. “Temos perto de 700 mulheres registadas no programa e este número cresce todos os dias. Também temos cada vez mais empresas interessadas em associar-se ao Connect to Success, para participarem no programa de corporate mentoring e para patrocinarem workshops gratuitos para as empresárias”, refere.

Ao mesmo tempo, o Connect to Success conta com o apoio das “melhores universidades de negócios do país“, cujos alunos atuam como consultores das empresárias, no âmbito dos seus cursos.

“Há uma clara [dinâmica] de desejo e necessidade de programas como o Connect to Success em Portugal, mas o que é mesmo interessante é que este desejo e necessidade estende-se muito para além das nossas empreendedoras. As universidades, estudantes e empresas que participam no programa também compreendem o enorme benefício do programa”, diz ainda Kim Sawyer.

E que resultados concretos está a ter o programa? “Uma das nossas empreendedoras acaba de lançar um novo site; outra está a começar a vender os seus produtos, quando, antes do Connect to Success, o seu negócio era apenas uma ideia. Estas são só algumas das nossas histórias. Outro dos benefícios é a rede de que as empresárias passam a fazer parte, o que lhes dá autoconfiança e o conforto de fazer parte de um grupo”, aponta a embaixatriz.

As candidaturas ao Connect to Success podem ser feitas até 17 de novembro, através do preenchimento deste formulário. São elegíveis os negócios que sejam detidos e geridos em, pelo menos, 50% por uma ou mais mulheres. As empresárias terão ainda de demonstrar que o negócio tem capacidade de crescimento e sustentabilidade. Conheça aqui as condições de candidatura.

As empresárias selecionadas serão notificadas a 28 de novembro. O programa prolonga-se por todo o ano de 2017 e há um requisito mínimo de uma reunião mensal de duas horas.

Comentários ({{ total }})

Mulheres empresárias procuram-se. Connect to Success abre candidaturas para a terceira edição

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião