Lucros da Ryanair crescem 8%. Companhia recompra 550 milhões de euros em ações

Entre julho e setembro, a Ryanair lucrou 912 milhões de euros, mais 8,2% do que no período homólogo. A companhia aérea avança agora para a oitava recompra de ações, no valor de 550 milhões de euros.

Mais passageiros e mais vendas. A companhia aérea Ryanair apresentou resultados esta segunda-feira, mostrando um avanço de 8,2% nos lucros para 912 milhões de euros no terceiro trimestre do ano em relação ao período homólogo. O valor ultrapassa as estimativas dos analistas, que apontavam para apenas 897 milhões de euros de lucro, informa a agência Bloomberg. As vendas cresceram 2%, para 2,4 mil milhões de euros.

A empresa irlandesa anunciou também mais um plano de recompra de títulos no valor de 550 milhões de euros, agendado para fevereiro. É já o oitavo e, desta vez, a ideia é acalmar os investidores após a queda da libra esterlina resultante da votação do referendo do Brexit. Atualmente, o Reino Unido é o principal país para esta companhia aérea low-cost, onde detém uma fatia de 18% do mercado no valor de 133 milhões de euros.

Mesmo assim, a incerteza provocada pela saída do Reino Unido da União Europeia não impediu a Ryanair de elevar a fasquia para a próxima temporada. A companhia prevê estar a transportar mais de 200 milhões de passageiros em março de 2024, o que significa um aumento de 10% na previsão de tráfego a longo prazo, refere a estação britânica BBC. No primeiro semestre fiscal, de abril a setembro, a empresa transportou 64,8 milhões de passageiros e, até ao final do ano, espera transportar 119 milhões, indica o Market Watch.

Quanto aos resultados semestrais, o aumento dos lucros foi de 7%, para 1,17 mil milhões de euros, considerado “um forte primeiro semestre” pela empresa. A Ryanair admite, no entanto, que as “fracas tarifas aéreas” e o Brexit são fatores que poderão pesar nas contas dos próximos seis meses. Como resposta, a companhia vai cortar nos preços na expectativa de atrair mais passageiros. À BBC, Michael O’Leary, presidente executivo, afirmou serem “más notícias para os investidores, mas excelentes notícias para os clientes”.

Em Portugal, de acordo com a apresentação de resultados, a Ryanair surge atrás da TAP como a segunda companhia aérea com a maior quota de mercado no país. Trata-se de uma fatia de 20%, avaliada em 24 milhões de euros. Em terceiro lugar no pódio está a easyJet.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lucros da Ryanair crescem 8%. Companhia recompra 550 milhões de euros em ações

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião