Segurança Social volta a pagar menos subsídios de desemprego

  • Cristina Oliveira da Silva
  • 18 Novembro 2016

Estatísticas desagregam pela primeira vez o número de pessoas abrangidas pela medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração. São 2.185.

O número de pessoas que recebem prestações de desemprego voltou a recuar e continua em mínimos de 2003. Em outubro, foram pagos 209.973 subsídios, uma redução de 16% face há um ano e menos 5,5% comparando com o mês anterior.

Este continua a ser o menor valor em mais de 13 anos: janeiro de 2003 registou um número inferior, com cerca de 208 mil prestações. O número de subsídios pagos acompanha assim o movimento de quebra sentido no desemprego.

O valor de outubro abrange as várias prestações de desemprego existentes (incluindo os apoios sociais) e desagrega, pela primeira vez, a medida extraordinária de apoio aos desempregados de longa duração. Esta iniciativa entrou em vigor em abril e abrange pessoas que vivem em agregados de baixos rendimentos e que deixaram de receber o subsídio social de desemprego há um ano.

Em outubro, esta prestação abrangia 2.185 pessoas, contra 1.600 em setembro, 972 em agosto e 73 em julho. A secretária de Estado da Segurança Social já tinha revelado que tinham sido aprovados 2.575 subsídios.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Segurança Social volta a pagar menos subsídios de desemprego

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião