Obras no Buckingham Palace vão custar 430 milhões de euros

  • ECO
  • 19 Novembro 2016

A rainha Elizabeth II vai ver os seus aposentos serem remodelados. As obras vão custar 430 milhões de euros durante os próximos 10 anos.

O Estado inglês vai desembolsar 430 milhões de euros nos próximos 10 anos para remodelar o palácio da Rainha Elizabeth II. As obras no edifício do século XVIII têm como objetivo diminuir os riscos de inundações ou de incêndios.

A remodelação da residência da rainha inglesa vai ser paga pela subvenção soberana que o Governo inglês dá aos representantes da monarquia. O anúncio foi feito pelo Ministério das Finanças inglês esta sexta-feira, avançou a Bloomberg.

"Estas obras foram planeadas para estender a vida útil do palácio por mais 50 anos.”

Tony Johnstone-Burt

Representante da rainha

Em causa está a substituição da instalação elétrica, dos canos de água e dos sistemas de aquecimento. Vão ainda ser feitos melhoramentos nas instalações dedicadas aos visitantes, anunciou a própria casa real inglesa.

Ao fazer este investimento no Buckingham Palace agora estamos a prevenir uma catástrofe com mais custos nos próximos anos”, argumentou Tony Johnstone-Burt, o representante da rainha. “Estas obras foram planeadas para estender a vida útil do palácio por mais 50 anos”, declarou.

As últimas obras realizadas no palácio foram já há mais de 50 anos. As obras não vão impedir as habituais visitas à Rainha nem vão obrigar à mudança de alojamento dos membros da família real.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Obras no Buckingham Palace vão custar 430 milhões de euros

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião