Lisboa com mais jardins e wifi grátis em 2017

  • Leonor Rodrigues
  • 28 Novembro 2016

Fernando Medina anunciou hoje os projetos vencedores do Orçamento Participativo para 2017 do município lisboeta. Mais espaços verdes, segurança e acesso à internet são algumas das áreas mais votadas.

Uma ponte pedonal no Campo Grande, uma rede gratuita de wifi em vários pontos de Campo de Ourique e dois parques caninos são algumas das 17 novidades a implementar em Lisboa, resultado dos projetos que venceram a última edição do Orçamento Participativo. Os vencedores do concurso para 2017 no município de Lisboa foram anunciados, esta segunda-feira, nos Paços do Concelho, pelo presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Fernando Medina.

O autarca considerou o Orçamento Participativo um “instrumento de mobilização e participação” dos cidadão, afirmando que os projetos “vão fazer de Lisboa uma cidade melhor”. Este ano, a iniciativa contou com uma votação recorde, contabilizando mais de 51 mil votos.

A maior fatia do orçamento, cerca de 300 mil euros, destina-se a cada uma das cinco zonas da cidade sendo que, só no centro histórico vão ser executados seis projetos. Cerca de 1,5 milhões de euros serão aplicados em 15 projetos locais e mais um milhão será para os dois projetos estruturantes vencedores.

Mais espaços verdes e desportivos

São vários os projetos que incluem a criação de jardins. Um dos grandes projetos neste âmbito é o jardim do Caracol da Penha. O espaço terá áreas destinadas à produção agrícola, miradouro e equipamentos de recreio infantil e desportivo.

Na Estrada de Telheiras também vai nascer um novo jardim de proximidade e, na Ajuda e no Caracol da Graça mais dois, com uma diferença: é que aqui vão nascer dois parques caninos.

A requalificação do Pavilhão de Carnide é o segundo grande projeto estrutural da Câmara lisboeta, um espaço que anteriormente pertencia ao concelho de Odivelas.

Mais obras de requalificação das ruas lisboetas

As obras de requalificação pela cidade não dão sinais de terminar. No próximo ano, o município pretende melhorar a acessibilidade pedonal do troço entre o cruzamento da Rua Silva Carvalho, a Rua D. João V e a Rua do Cabo. O entroncamento da Avenida das Descobertas e a Rua Antão Gonçalves vão ser alvo de intervenções de melhoria das acessibilidades e vão ser criadas rampas e adaptadas as vias e passeios entre a Rua Padre Américo, a Igreja da Nossa Senhora da Luz e a Rua Poeta do Bocage, em Carnide.

O Campo Grande também vai ter novidades: será construída uma ligação pedonal aérea entre os dois jardins daquela zona de forma a aumentar a segurança dos que por lá passam.

Lisboa inovadora

Em 2017, Campo de Ourique vai poder contar com uma rede gratuita de wifi em vários pontos da freguesia. Lisboa vai criar ainda uma plataforma online para que os munícipes registem as suas queixas contra o ruído noturno, que será acessível à PSP e Polícia Municipal, permitindo a ação das autoridades logo a seguir aos registos.

De acordo com o autarca e, apesar de as críticas às obras que estão a ser levadas a cabo um pouco por toda a cidade e da falta de estacionamento, essas não foram as questões centrais que os lisboetas quiseram ver resolvidas.

Das 562 propostas recebidas pelo município de Lisboa e que estiveram em votação entre o dia 15 de outubro e 20 de novembro, mais de 180 reincidiam na reabilitação urbana, espaços verdes e públicos, mobilidade e ambiente.

A Câmara Municipal de Lisboa disponibiliza a informação sobre todos os projetos vencedores do Orçamento Participativo 2016/2017. Pode aceder a mais detalhes aqui.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Lisboa com mais jardins e wifi grátis em 2017

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião