Governo venezuelano distribuiu 5,2 milhões de portáteis Magalhães

  • Lusa
  • 10 Dezembro 2016

O programa de cooperação entre a Venezuela e Portugal na área de portáteis tem por base um acordo bilateral assinado em 2008.

O Governo venezuelano prevê terminar dezembro totalizando 5,2 milhões de portáteis Canaima (nome local do Magalhães) distribuídos gratuitamente às crianças desde 2008, ao abrigo dos acordos de cooperação bilateral com Portugal.

Os dados foram revelados esta sexta-feira pelo vice-ministro venezuelano de Educação, Humberto González, que precisou que até hoje, 5.177.000 crianças receberam computadores gratuitamente prevendo distribuiu outros 23.000 durante este mês.

“Falamos de um computador de primeira linha e temos que gerar consciência de que surge do esforço de todos e que a pesar das dificuldades continua a distribuição”, disse aos jornalistas.

Considerou que a distribuição de portáteis tem como propósito fortalecer o processo de aprendizagem dos estudantes de educação primária, média e diversificada, e também dos alunos universitários aos quais foi distribuído quase um milhão de ‘tablets’.

O programa de cooperação entre a Venezuela e Portugal na área de portáteis Canaima tem por base um acordo bilateral assinado em 2008.

A portuguesa Yutusu forneceu mais de 2,6 milhões de portáteis, montados localmente na Venezuela, além de várias dezenas de milhar de ‘tablets’.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Governo venezuelano distribuiu 5,2 milhões de portáteis Magalhães

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião