Ricciardi continuará a cooperar com o Haitong

Na sexta-feira soube-se da demissão, mas um dia antes Ricciardi reunia com o CEO do Haitong. Agora sabe-se que vai continuar a cooperar com o grupo e que o sucessor vai ser conhecido esta sexta-feira.

José Maria Ricciardi vai continuar a cooperar com o Haitong, grupo chinês que detém 100% do Haitong Bank. O presidente executivo demissionário reuniu com o CEO do grupo, Qu Qiuping, que lhe deixou elogios. O novo CEO do Haitong Bank vai ser conhecido esta sexta-feira, dia 16 de dezembro, anuncia o banco de investimento em comunicado.

Um dia antes de ser conhecida a demissão do banqueiro português, Ricciardi reuniu com o CEO do grupo Haitong para fazer um “balanço de um ano de integração do Banco no Grupo”. Apesar de ter sido um ano exigente, o “Grupo Haitong está particularmente satisfeito e agradece o trabalho feito pelo CEO José Maria Ricciardi na integração do banco no grupo”.

"Considerando que o principal objetivo que José Maria Ricciardi vinha prosseguindo no Banco já foi alcançado, este solicitou ao CEO Qu Qiuping que aceitasse a sua demissão enquanto membro do Conselho de Administração e CEO do Haitong Bank.”

Haitong Bank

Integrado no grupo Haitong, o banco vê com otimismo o futuro ao “tirar partido do seu posicionamento internacional para concretizar ambições globais”. Essa integração foi da responsabilidade de José Maria Ricciardi, empenho que o banco vinca neste comunicado.

Como explicação para a sua saída, o banco refere que “considerando que o principal objetivo que José Maria Ricciardi vinha prosseguindo no Banco já foi alcançado, este solicitou ao CEO Qu Qiuping que aceitasse a sua demissão enquanto membro do Conselho de Administração e CEO do Haitong Bank, tendo-o informado, ainda, que desenvolverá atividades profissionais de índole diferente das atuais“.

Até ser indicado um novo presidente executivo, o Haitong Bank vai ser gerido pela Comissão Executiva do Conselho de Administração, comandada por Hiroki Miyazato, o chairman do banco de investimento que entrou em dissonância com Ricciardi.

Editado por Paulo Moutinho

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ricciardi continuará a cooperar com o Haitong

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião