5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

A evolução do euro, dados da inflação na Zona Euro, bem como declarações de um membro da Fed, e dados sobre a exploração de petróleo são alguns dos temas a que os investidores devem estar atentos.

A evolução do euro, após os mínimos de 14 anos atingidos nesta quinta-feira, os dados da inflação na Zona Euro, novas declarações de um responsável da Fed e a divulgação do número de plataformas ativas nos EUA são alguns dos principais temas que poderão mexer com os mercados no último dia da semana.

Euro cada vez mais perto da paridade

O euro caminha a passos largos da paridade face ao dólar. Nesta quinta-feira, a divisa única recuou 1,6% até mínimos de 14 anos face ao dólar, a reagir ao aumento dos juros nos EUA, com a Fed a abrir a porta a novas subidas do preço do dinheiro em 2017. O rumo da moeda da Zona Euro promete ser um dos temas a centrar mais a atenção dos investidores no último dia da semana, após esse recuo. Será que esta sexta-feira o euro se aproxima ainda mais da paridade face à nota verde?

Como evoluem os preços na Zona Euro?

O rumo da inflação tem sido determinante para a política monetária levada a cabo pelo Banco Central Europeu, que ambiciona que esta se aproxime da fasquia dos 2%. Hoje será possível perceber se esta meta está um pouco menos distante. O Eurostat divulga nesta sexta-feira os dados do índice harmonizado de preços no consumidor relativo à região. Segundo a Bloomberg, as estimativas apontam para que a inflação se tenha fixado nos 0,6%, em novembro.

Novas revisões de rating na Europa

O último dia da semana é habitualmente marcado por revisões de rating da dívida soberana por parte das principais agências de notação financeira. Esta sexta-feira é a vez da Standard & Poors se pronunciar sobre o rating da dívida germânica. Já a DBRS também poderá rever o rating da dívida da Zona Euro.

Lacker é o primeiro membro da Fed a falar após subida de juros

O presidente da Reserva Federal de Richmond, Jeffrey Lacker, é o primeiro membro da Fed a pronunciar-se depois da subida de juros nos EUA anunciada pela entidade liderada por Janet Yellen na quarta-feira. Lacker será um dos oradores de uma conferência na Carolina do Norte que contará também com a participação do CEO do Bank of America. Nesta ocasião, o responsável da Fed poderá dar mais pistas sobre o rumo dos juros nos EUA no próximo ano.

Como vai a produção de petróleo nos EUA?

Nos EUA será divulgada informação semanal sobre a contagem de plataformas de petróleo ativas, por parte da Baker Hughes. Habitualmente a divulgação deste tipo de dados influencia o comportamento das cotações do petróleo. Esta divulgação acontece depois de a OPEP e outros países produtores terem acordado o primeiro corte de produção combinado dos últimos 15 anos, no passado fim de semana. O objetivo é reequilibrar o mercado petrolífero e puxar pelos preços do petróleo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião