Revista de imprensa internacional

  • Ana Luísa Alves
  • 16 Dezembro 2016

Esta sexta-feira, o Brexit é uma vez mais tema de vários jornais internacionais, e alvo de alerta por parte das instituições financeiras japonesas. Na Europa, Bruxelas sai em defesa a Grécia.

O Brexit continua a ser notícia em vários meios de comunicação internacionais, como é o caso da Bloomberg, que faz referência à necessidade de May esclarecer acerca daquilo que vai ser o Brexit para segurança dos britânicos. Os bancos chineses reforçam esta ideia, para que as instituições da City voltem a pensar na relocalização das suas operações. Ainda em Londres, abriu o primeiro bar com uma máquina self-service de cerveja. Na Europa, Bruxelas saiu em defesa da Grécia, devido ao bloqueio da restruturação da dívida pública.

Bloomberg

May precisa de esclarecer o Brexit para manter o Reino Unido a salvo

As conversações para o Brexit vão ter lugar já em março de 2016, mas podem vir a pôr em risco a segurança dos britânicos. Isto só não acontecerá se Theresa May, a primeira-ministra, assegurar um acordo de saída com a União Europeia e mantiver e esclarecer acerca das normas de segurança e política no país. (Artigo em inglês/acesso gratuito)

Financial Times

Bancos japoneses alertam as instituições que querem deixar a City

Os bancos japoneses alertaram esta sexta-feira para a necessidade de clarificar o futuro do Reino Unido e das relações com a União Europeia ainda antes de o Brexit acontecer e de as instituições financeiras da City relocalizarem as suas operações para outro país europeu. (Artigo em inglês/Acesso pago)

El País

Bruxelas sai em defesa da Grécia devido ao bloqueio à restruturação da dívida

O Eurogrupo e o Mecanismo de Ajuda Europeia bloquearam as medidas de alívio à dívida pública grega a curto prazo, que tinham de se ativar automaticamente depois do “primeiro teste” ao resgate financeiro. A Grécia salvou esse exame em outubro e a restruturação da dívida chegou na semana passada. O primeiro-ministro grego, Alexis Tsipras, anunciou o complemento das pensões mais baixas e a suspensão do IVA nas ilhas mais refugiadas e isso também não agradou à Alemanha. (Artigo em espanhol/acesso gratuito)

The Guardian

Londres abre o primeiro bar de serviço automático de cerveja

Abriu o primeiro bar do mundo, em Londres, onde os clientes podem pagar e servir-se sozinhos de cerveja. O local escolhido foi o Central London pub, Henry’s Café Bar, em Londres. A tecnologia foi desenvolvida pela Barclaycard e o objetivo é reduzir o tempo de espera dos consumidores, permitindo que cada um pague e se sirva à sua maneira. O pagamento é feito com um cartão e tocando num pequeno ecrã que cada máquina contém. (Artigo em inglês/acesso gratuito)

Expansión

O impacto económico da Mundial de Clubes da FIFA

Segundo avança o Expansión, este impacto é de 100 milhões de euros. Há 16 milhões de dólares em jogo: cinco milhões para ao vencedor do torneio, quatro milhões para o segundo classificado, e os restantes prémio sao de 2.5 milhões de euros para o terceiro dois milhões para o quarto e um milhão de dólares para o quinto. (Artigo em espanhol/acesso gratuito)

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião