Galp mantém Lisboa em terreno positivo

Arranque de sessão tranquilo em Lisboa e na Europa. Galp e Nos avançam e deixam bolsa portuguesa acima da linha de água.

Início de sessão calmo nas bolsas europeias depois de algum stress na sessão de ontem por causa da subida das taxas de juro da dívida dos governos da Zona Euro, depois de a Reserva Federal norte-americana ter deixado a intenção no mercado de que vai subir continuamente os juros diretores nos próximos dois anos.

Em Lisboa, o PSI-20, o principal índice português, avançava 0,11% para 4.602,77 pontos, mantendo-se acima da linha de água muito por conta das valorizações da Galp (+0,21%) e Nos (+0,66%). Também os CTT avançavam 3,28% para 6,42 euros, depois de ter comunicado esta quinta-feira a abertura da agência número 200 do Banco CTT.

No setor financeiro, tanto o BCP como o BPI ganhavam em torno de 0,2%. No caso do BPI, com o processo da Oferta Pública de Aquisição (OPA) da parte do CaixaBank cada vez mais perto da sua conclusão, foi ontem comunicado que a Unitel já tem autorização do Banco Central de Angola para a liquidação do dividendo relativo a 2014, no montante de 29,2 milhões de euros.

Entretanto, entre os principais índices europeus, o arranque de sessão sem grandes oscilações deixava Frankfurt com um ganho de 0,13% e Milão a somar 0,03%. Em sentido contrário, Madrid e Paris cediam em torno de 0,1%.

Os analistas do BPI destacam, no seu Diário de Bolsa, que até final da manhã os mercados europeus podem registar um aumento da volatilidade, em virtude do vencimento dos contratos de futuros e opções. “Os momentos mais críticos são o intervalo entre as 10h50 e as 11h00 (vencimento de futuros e opções sobre o Eurostoxx50) e às 12h00 (futuros e opções sobre o DAX 30)”, explicavam os analistas.

(notícia em atualizada ás 8h25)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Galp mantém Lisboa em terreno positivo

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião