Mário Soares continua internado, mas a melhorar

  • Lusa
  • 18 Dezembro 2016

O antigo Presidente da República continua internado no Hospital da Cruz Vermelha, mas regista "uma ligeira melhoria" do estado de saúde. Pode vir a sair dos cuidados intensivos, para um quarto.

O estado clínico do antigo Presidente da República Mário Soares continua a registar “uma ligeira melhoria”, estando a recuperar progressivamente o estado de consciência, informou o Hospital da Cruz Vermelha.

“O estado de saúde do Presidente Mário Soares mantém-se estacionário e com parâmetros normais. Continua a registar-se uma ligeira melhoria, e progressiva, do estado de consciência, já reconhecendo onde está internado e interagindo relativamente à sua situação”, disse aos jornalistas o porta-voz da Cruz Vermelha.

José Barata adiantou que Mário Soares vai manter-se na unidade de cuidados intensivos do Hospital da Cruz Vermelha (HCV), pelo menos, até segunda-feira. Isto significa, segundo o porta-voz do HCV, que “há uma probabilidade de Mário Soares vir a sair da unidade de cuidados intensivos e ir para um quarto”, após a avaliação feita pelos médicos.

José Barata sublinhou que as melhorias do estado clínico do antigo Presidente da República são ao “nível da consciência”, além dos seus parâmetros estarem normais. “Reconhece que está internado e onde está e isso são sinais positivos relativamente ao estado de consciência”, disse ainda. O próximo boletim clínico de Mário Soares está marcado para segunda-feira, às 13h30.

Mário Soares, 92 anos, está internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, desde a madrugada de terça-feira. Desde que foi internado, Mário Soares tem recebido inúmeras visitas de figuras ligadas a vários quadrantes da sociedade portuguesa. Hoje recebeu já a visita da socialista Edite Estrela.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Mário Soares continua internado, mas a melhorar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião