Estado Islâmico reivindica ataque em Berlim

  • Leonor Rodrigues
  • 20 Dezembro 2016

A chanceler alemã já tinha dito esta tarde que o incidente estava a ser tratado como um ataque terrorista. O Daesh já reivindicou o ataque.

O autoproclamado Estado Islâmico reivindicou o ataque que ocorreu na segunda-feira no mercado de Natal, em Berlim, na Alemanha.

“Quem levou a cabo a operação em Berlim é um soldado do Estado Islâmico”, afirma a agência oficial do grupo extremista.

Recorde-se que na segunda-feira um camião atropelou uma multidão no mercado de natal da capital alemã, onde morreram 12 pessoas e quase meia centena ficaram feridas. Esta terça-feira a chanceler alemã, Angela Merkel, já tinha afirmado que o incidente na capital tinha estava a ser tratado como um ataque terrorista: “com base nas evidências atuais, temos de assumir que isto foi um ataque terrorista”, afirmou em conferência de imprensa.

As autoridades alemãs libertaram entretanto um homem paquistanês suspeito de conduzir o camião por falta de provas. O ministro do interior da Alemanha, Thomas de Maizière, disse que o verdadeiro terrorista pode ainda estar no país, de acordo com a Reuters.

A este ataque somam-se mais dois: o embaixador russo na Turquia foi assassinado a tiro em Ancara na inauguração de uma exposição e, na Suíça, três pessoas ficaram feridas na sequência de um tiroteio. Já esta manhã, um homem foi detido depois de disparar juntos à embaixada dos EUA na Turquia.

Editado por Mariana de Araújo Barbosa (mariana.barbosa@eco.pt)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Estado Islâmico reivindica ataque em Berlim

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião