Conselho de Estado saúda eleição de Guterres em “contexto de incerteza” global

  • Lusa
  • 21 Dezembro 2016

"Júbilo" e "orgulho nacional". Foi assim que os conselheiros de Estado receberam a eleição de Guterres para secretário-geral da ONU. Um mandato que será "complexo e exigente".

O Conselho de Estado manifestou hoje “o júbilo e o orgulho nacional” pela sua eleição como secretário-geral das Nações Unidas e considerou que o seu mandato vai ocorrer num “contexto de incerteza” global, “muito complexo e exigente”.

Esta posição consta de uma nota com dois parágrafos distribuída aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, no final de uma reunião do Conselho de Estado que durou cerca de cinco horas e meia, entre as 15h15 e as 20h45.

O Conselho de Estado “analisou o futuro da Europa, num contexto de incerteza e desafios para a própria Europa e para o mundo”, e “manifestou ao senhor engenheiro António Guterres o júbilo e o orgulho nacional pela sua eleição, por aclamação, como secretário-geral das Nações Unidas”, lê-se na nota divulgada.

O Conselho de Estado considera que o mandato de Guterres à frente das Nações Unidas “irá ocorrer num contexto internacional muito complexo e exigente, reconhecendo o enorme contributo que pode dar no desempenho do alto cargo pelas suas elevadas qualidades intelectuais e humanas e pelo profundo empenho que sempre coloca nas missões que abraça”.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Conselho de Estado saúda eleição de Guterres em “contexto de incerteza” global

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião