Natal… presentes… lixo… 18 dicas ecológicas

  • ECO
  • 21 Dezembro 2016

O cenário desolador de dezenas de embalagens acumuladas em redor dos caixotes do lixo a seguir ao Natal é uma imagem a que muitos portugueses já se habituaram, mas não tem de ser assim.

garbage-413757_1920

No dia em que o Instituto Nacional de Estatística (INE) revelou que cada português produziu 464 quilos de lixo em 2015, a segunda maior quantidade dos últimos cinco anos, totalizando 4,8 milhões de toneladas, a Sociedade Ponto Verde elaborou um conjunto de dicas para ajudar a reciclar neste período de festas. Veja as sugestões:

  1. Sempre que comprar uma prenda evite pedir saco para transporte. Muitas prendas cabem num mesmo saco.
  2. Lembre-se que a melhor prenda que pode dar a uma criança é sempre o seu exemplo. Ensine a fazer e faça dos mais pequenos os “guardiões” da reciclagem.
  3. Aproveite a ocasião e dê largas à sua veia criativa: há mil e uma decorações de Natal que pode fazer em casa, a partir de materiais usados que podem dar ainda mais alegria à noite mágica.
  4. Natal sem luzes de Natal…não é Natal. Por isso, é importante escolher bem o tipo de iluminações optando por soluções de baixo consumo. Sempre que não estiver em casa não se esqueça de desligar todas as iluminações. Ajude o planeta a brilhar mais.
  5. É bom passar o Natal à lareira ou, se não for o caso, com o aquecimento da casa ligado. Fuja ao frio, mas não exagere no calor. Poupe energia sempre que puder e dê espaço ao calor humano.
  6. Prefira o comércio tradicional e local ou as compras online. São as melhores soluções, pois poupamos no combustível e nas filas de trânsito.
  7. Há dias melhores e há dias piores. É assim em tudo e as compras de Natal não são exceção. Escolha os dias com menos pessoas e as horas mais “mortas” do dia para conseguir comprar com mais tranquilidade e conforto.
  8. Escolher bem o meio de transporte para fazer as compras de Natal é essencial. Se tiver de ir em viatura própria, combine com outras pessoas e poupe no trânsito e nas despesas. Até pode ser mais divertido ter companhia.
  9. Ao contrário do orçamento familiar, a imaginação não tem limites. Assim, opte por fazer os seus próprios presentes e/ou cabazes de Natal. Personalize as prendas que oferece, dando aos outros o melhor de si.
  10. O sistema do “amigo secreto” não só é divertido como permite uma troca de prendas mais racional, por exemplo, no caso de grupos. Desta forma, é possível receber uma prenda “grande” em vez de várias “pequenas”.
  11. É este ano que vai adotar um animal de estimação? Lembre-se que é uma decisão importante que implica responsabilidade e planeamento. Se decidir ir em frente, dê prioridade aos animais abandonados ou à guarda de uma instituição. São eles que mais precisam do amor de um novo dono.
  12. Comida a mais na mesa não é sinónimo de felicidade. É importante fazer bem as contas às refeições, tendo em atenção o número de pessoas. Muitas vezes, a diferença está nos detalhes e não nos excessos.
  13. Nos jantares com amigos e colegas, faça uma lista de quem traz o quê. Uma boa organização é essencial para se poupar, mas sobretudo para não se estragar.
  14. Já ouviu falar no projeto “Refood”? Pois bem, informe-se como funciona na sua zona e decida, à partida, o que fazer às sobras de comida. O Natal é para ajudar os outros e quem mais precisa.
  15. O voluntariado é um ato de humanidade, importante em qualquer altura do ano. Mas, nesta quadra, pode ter um significado muito especial. Procure onde pode dar o seu contributo, ajudando a servir ceias de Natal a quem mais precisa.
  16. Todos desejamos um Ano Novo melhor, com muita saúde e bem-estar. E também podemos fazer por isso, cuidando de nós e do nosso equilíbrio. Para isso, é essencial consumirmos alimentos biológicos e naturais. Procure nos mercados tradicionais e produtores locais.
  17. A festa da passagem de ano pode ser sinónimo de alegria, boa disposição, muita esperança e… pouco lixo. Faça por ter uma festa que não produza resíduos em excesso. Leve sacos especiais para fazer a separação das embalagens para reciclagem.
  18. A acumulação de lixo na noite de Natal e na da passagem do ano é um fenómeno recorrente. Evite utilizar os ecopontos nestas noites, guardando o que puder para deitar fora depois. A limpeza das ruas também precisa do nosso contributo

E não se esqueça tato no Natal como na passagem de ano, não há recolha de lixo.

A Câmara Municipal de Lisboa já emitiu um comunicado no qual lembra que “tendo em conta as festividades de Natal, nas noites de 24 e 25 de dezembro não haverá recolha de lixo na cidade”. Por isso apela “a todos os munícipes para que acondicionem bem os seus resíduos e os coloquem para remoção apenas na noite de 26 de dezembro”.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Natal… presentes… lixo… 18 dicas ecológicas

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião