Santa Casa arranca “muito em breve” com jogo online

  • ECO
  • 5 Janeiro 2017

O anúncio é feito pelo vice-provedor. A Santa Casa já constituiu um consórcio para explorar o jogo online.

A Santa Casa da Misericórdia vai entrar no negócio do jogo online a “muito breve prazo”, revelou Edmundo Martinho, vice-provedor da Santa Casa, ao Jornal de Negócios. Em causa está a constituição de um consórcio para explorar o jogo online.

Logo que seja emitida a licença correspondente pela entidade reguladora”, será dado o pontapé de saída, precisou o também presidente do conselho de administração da nova empresa, que tem o nome de Sociedade de Apostas Sociais. A Santa Casa vai “requerer a licença de exploração para apostas desportivas à cota, apostas hípicas mútuas e jogos de fortuna ou azar, sendo que a disponibilização dos diferentes tipos de jogo não está completamente fechado“, acrescentou.

O consórcio agora constituído tem como acionistas a SCML (54%), a União das Misericórdias Portuguesas (16%), a Fundação Montepio (15%), a Cáritas Portuguesas e a ACAPO (Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal), ambas com 7,5% do capital.

Edmundo Martinho recusa que esta nova aposta tire negócio aos jogos tradicionais Santa Casa, até porque “o perfil do utilizador é distinto”. E garante que serão mobilizados os “recursos necessários a um projeto de grande ambição”. No entanto, escusou-se a avançar qual o investimento necessário para arrancar com a empresa.

Artigo corrigido às 12:22

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Santa Casa arranca “muito em breve” com jogo online

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião