Merkel já é a candidata oficial do partido, mas desce nas sondagens

A atual chanceler foi confirmada oficialmente como a candidata do seu partido às eleições alemãs de setembro. No dia 24 desse mês, Angela Merkel tentará ser eleita pela quarta vez.

Apesar de as sondagens não lhe serem favoráveis, Merkel decidiu recandidatar-se a um quarto mandato à frente da política alemã e o seu partido confirmou-a como candidata esta segunda-feira. A atual chanceler alemã foi aprovada tanto pelo seu partido, os democratas cristãos, como pelos partidos cristãos que apoiam o Governo, apesar de criticarem a política de refugiados, avança a Reuters.

O bloco conservador alemão está pronto para apoiar a chanceler, mas as últimas sondagens não abonam em seu favor. Segundo a Bloomberg, desde 2013 que o SPD, outro dos partidos da atual solução governativa mas que é de centro-esquerda, não aparecia à frente da CDU, o partido de Merkel, nas sondagens.

Se a eleição fosse hoje o SPD conseguia 31% contra 30% da CDU. O candidato do SPD — Martin Schulz, o ex-presidente do Parlamento Europeu, que substituiu Sigmar Gabriel — foi anunciado em janeiro e desde aí que o partido tem recuperado nas sondagens. Em apenas duas semanas, Schulz fez subir as sondagens em quatro pontos percentuais. No mesmo período, Merkel desceu três pontos percentuais.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Merkel já é a candidata oficial do partido, mas desce nas sondagens

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião