Lucro desce, mas ações da Galp sobem no PSI-20

Em comparação com 2015, o lucro da Galp desceu, anunciou a petrolífera nacional. Ainda assim, os resultados superaram as estimativas do mercado e as ações estão a subir. PSI-20 abre no verde.

As imparidades em Angola penalizaram o lucro da Galp em 2016, mas os investidores estão otimistas uma vez que o resultado líquido acabou por superar as estimativas do mercado. O lucro desceu 24%, mas as ações estão a subir esta terça-feira, acompanhando o terreno positivo do PSI-20.

Apesar da queda acentuada, o desempenho da petrolífera nacional superou as estimativas dos analistas sondados pela Bloomberg, que antecipavam um tombo de 27% do lucro para 466 milhões de euros. Para já os investidores estão otimistas: as ações estão a subir 0,065% para os 13,75 euros por ação.

Depois de, na semana passada, ter registado o maior ciclo de ganhos, a praça lisboeta continua a valorizar. Ontem subiu 0,49% e esta terça-feira abriu com uma valorização de 0,26% para os 4.675,76 pontos. A ajudar estão as energéticas que, para além da Galp, estão a subir, nomeadamente a EDP, a EDP Renováveis e a REN.

Em contrapartida, os CTT estão a desvalorizar 0,031% para os 4,98 euros por ação, numa altura em que estão a existir mexidas na equipa de gestão. As ações da NOS, Navigator, Jerónimo Martins e Semapa também abriram esta terça-feira em terreno negativo.

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Lucro desce, mas ações da Galp sobem no PSI-20

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião