Jovens britânicos preferem emprego seguro a mudar

É um futuro cinzento o que se apresenta à frente dos millennials. Com um mercado de trabalho fraco, os jovens estão a dar prioridade à estabilidade em vez de mudar de emprego para aumentar salário.

As várias gerações britânicas vivem em realidades diferente e isso não se verificou apenas no sentido de voto no referendo para o Brexit. Um estudo da Resolution Foundation, citado pela Bloomberg, revela que os millennials do Reino Unido não mudam tanto de emprego como fazia a geração anterior. Além disso, estão a colher menos benefícios por manterem-se o emprego, dando prioridade à segurança do posto de trabalho.

A reputação da atual geração de jovens é de mobilidade — saltar de um emprego para o outro, deixando de lado a noção de “emprego para a vida” –, mas a crise financeira de 2008 e a recuperação económica lenta estão a influenciar as decisões dos millennials. E essa influência alastra-se também aos seus salários, que estão a sofrer com a falta de competitividade do mercado.

Uma em cada 25 pessoas nascidas a meio da década de 80 mudaram de emprego antes de chegar aos 30 anos. Esta taxa representa metade do que se verificava nas pessoas que nasceram na década anterior, revelam os dados da Resolution Foundation sobre a realidade laboral do Reino Unido. Por outras palavras, isto significa que os millennials não estão a beneficiar tanto dos aumentos salariais fruto da mobilidade, o que acontecia com gerações anteriores.

O estudo revela que, ao mesmo tempo, os millennials não estão a ter as mesmas recompensas por continuar a trabalhar na mesma empresa. Uma das razões apontadas para justificar a manutenção é que existe atualmente pouca confiança no mercado de trabalho, acabando por se dar prioridade à segurança do posto de trabalho. Os aumentos anuais dos salários para trabalhados com longa carreira na empresa diminui 4% para perto de zero, revela o estudo.

Mas essa lealdade está a ter custos para os mais jovens. Os dados referem que sair de um trabalho para outro pode significar um aumento de 15%. O que, comparado com um aumento quase nulo para quem continua com o mesmo emprego, é manifestamente compensador. Contudo, os investigadores alertam que a questão da segurança laboral tem cada vez mais peso nas decisões dos millennials britânicos.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Jovens britânicos preferem emprego seguro a mudar

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião