Alô? O Nokia 3310 está de volta

A fabricante finlandesa ressuscitou o velhinho 3310. Agora, tem um ecrã a cores e maior, e uma bateria que dura, dura e dura. O ideal para jogar o Snake. Vai custar 49 euros.

A Nokia voltou. E o telemóvel mais icónico da marca também. A empresa finlandesa HMD teve a boa ideia de ressuscitar a firma outrora líder no mercado móvel e vai pôr à venda uma homenagem ao Nokia 3310, confirmando os rumores que o ECO já tinha noticiado aqui.

Com um preço recomendado de 49 euros — sim, leu bem: quarenta e nove euros –, o novo Nokia 3310 tem um ecrã a cores e maior do que o original, permitindo ainda ter dois cartões SIM em simultâneo. De resto, tem vários aspetos iguais ao original, como a bateria que dura um mês ou o antigo jogo Snake (com gráficos ligeiramente melhorados, diga-se de passagem).

Mas ainda que não seja o telemóvel ideal para utilização regular diária, o novo 3310 tem um browser e permite aceder à internet. Outra novidade é a câmara fotográfica de dois megapixels. Não se espera que venda os muitos milhões de unidades que o irmão mais velho vendeu (já passaram 17 anos!), mas a expressão mediática foi tanta que se o objetivo era chamar a atenção, foi largamente ultrapassado. Ainda assim, nenhum dos três outros modelos de smartphone lançados pela Nokia este domingo foi tão falado como o 3310. E não é difícil perceber porquê…

Pormenor do 3310, um feature phone da Nokia.Flávio Nunes/ECO

Comentários ({{ total }})

Alô? O Nokia 3310 está de volta

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião