Apple lança iPhone 7 em vermelho, iPhone SE duplica capacidade

A marca atualizou a linha de produtos esta terça-feira. Há um iPhone 7 em vermelho, iPhones SE com o dobro da capacidade e um iPad mais barato. Conheça as principais novidades.

A partir de sexta-feira pode comprar um iPhone 7 ou 7 Plus em vermelho. Mas há mais novidades.Apple

Mesmo sem data marcada para o habitual evento da primavera, a Apple decidiu esta terça-feira atualizar a gama de produtos. São três as novidades principais: um iPhone 7 vermelho, um iPhone SE com mais espaço de armazenamento e um iPad mais acessível para as carteiras dos fãs da marca. Segundo o site especializado MacRumors, a marca tinha alertado que a loja oficial estaria offline durante esta madrugada, deixando o mundo na expectativa de novidades. Como sempre, os rumores começaram a circular e, esta manhã, a notícia chegou finalmente.

O iPhone 7, edição especial, em vermelho é feito em alumínio e resulta de uma parceria com a Product Red, uma instituição que procura angariar fundos para eliminar o vírus da Sida em África. Estará disponível ao público a partir de 24 de março, mas as pré-encomendas já podem ser feitas no site da marca. Em Portugal, a versão normal começa nos 889 euros e o iPhone 7 Plus vermelho pode ser comprado a partir de 1.029 euros. “A introdução desta edição especial do iPhone num lindíssimo acabamento vermelho é a nossa maior oferta da Product Red até à data, em jeito de celebração da parceria com a Red”, confirmou o líder da marca, Tim Cook, citado pelo site The Verge.

Mas a cor não é a única coisa que muda no iPhone. A Apple pegou no iPhone SE, lançado em 2016, e duplicou-lhe a capacidade de armazenamento para duas versões de 32 e 128 GB (até aqui, com apenas 16 ou 64 GB). Os novos iPhone SE estarão disponíveis também na sexta-feira e o preço mantém-se. Em Portugal, a versão menos musculada custa 499 euros, enquanto a versão de 128 GB custa 609 euros. É a resposta da marca da maçã ao vício crescente da fotografia, que cada vez exige mais espaço de armazenamento nos nossos telemóveis.

A Apple duplicou o espaço de armazenamento do clássico iPhone SE.Apple

A terceira grande novidade diz respeito ao iPad. A empresa acabou com o iPad Air 2 de 9,7 polegadas. Melhor: manteve-o, mas mudou-lhe o nome para, simplesmente, iPad. Tudo fica igual menos o processador — passou do A8X para o A9 — e o preço, que baixou. O iPad de 9,7 polegadas pode ser adquirido em versões de 32 e 128 GB, com ou sem entrada para cartão SIM. Os preços vão dos 419 euros aos 579 euros.

No campo dos detalhes, há ainda novas braçadeiras para o Apple Watch, uma nova aplicação de edição de vídeo chamada “Clips” (só chega para o mês que vem e já há quem a compare ao… Snapchat). Resta só dizer que o já velhinho iPad mini 4 também duplicou a capacidade, para 128 GB.

O iPad Air de 9,7 polegadas perde o sufixo (agora é só “iPad”) e está mais barato.Apple

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Apple lança iPhone 7 em vermelho, iPhone SE duplica capacidade

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião