EDP Renováveis dispara 10% e está acima do preço da OPA

Após anúncio de lançamento da OPA, tanto as ações da EDP Renováveis como da EDP aceleram na bolsa de Lisboa. A primeira dispara para um valor acima do preço da OPA.

Como seria de esperar, as ações da EDP Renováveis e da EDP estão em forte aceleração na bolsa de Lisboa, uma evolução que surge depois de a elétrica liderada por António Mexia ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre a sua unidade de energias limpas com um prémio de 8,5% face à cotação de fecho desta segunda-feira.

Os títulos da Renováveis disparam 9,78% para 6,88 euros, negociando assim acima da contrapartida de 6,80 euros oferecida pela EDP, num sinal de que o mercado espera uma revisão em alta da oferta da casa mãe pelos 22,5% que ainda não detém na empresa liderada por Manso Neto. Já a EDP soma 4% para 3,05%.

Ambas as empresas registam forte volume comprador no arranque da sessão em Lisboa. Nos primeiros minutos de negociação, já tinham sido trocados mais de um milhão de títulos da EDP (face à média diária de seis milhões) e 755 mil papéis da EDP Renováveis (acima da média de 426 mil papéis).

Ações da EDP Renováveis disparam

“Ao lançar um oferta sobre a subsidiária de renováveis, a EDP está a protagonizar um movimento similar ao que fizeram a Iberdrola e Enel no passado, tentando simplificar as suas estruturas”, dizem os analistas do Haitong.

“Estamos um pouco surpreendidos com o timing da oferta, mas acreditamos que a EDP está a tentar tirar partido da combinação de ter algum poder de fogo com a venda da Naturgas perante um preço ainda depressivo da ação da EDP Renováveis depois do impacto de algumas preocupações em torno do mercado dos EUA com as eleições presidenciais”, acrescentam.

"Estamos um pouco surpreendidos com o timing da oferta, mas acreditamos que a EDP está a tentar tirar partido da combinação de ter algum poder de fogo com a venda da Naturgas perante um preço ainda depressivo da ação da EDP Renováveis depois do impacto de algumas preocupações em torno do mercado dos EUA com as eleições presidenciais.”

Haitong

Nota de análise

Ao mesmo tempo que anunciava a OPA sobre a EDP Renováveis, a EDP informava o mercado sobre a venda da espanhola Naturgas por 2.591 milhões de euros, num negócio que vai servir para financiar a oferta sobre a subsidiária de energias verdes. A transação será fechada em abril.

Com 16 cotadas em alta, o PSI-20, o principal índice português, soma mais de 2% para 4,815,52 pontos. Outras notas de destaque: a Galp avança mais de 1% e a REN ganha 0,88%, reforçando o contributo do setor energético para o bom desempenho do benchmark nacional. As ações do BCP estão em alta de 1,33% para 0,18 euros.

(Notícia atualizada às 8h22)

Contribua. A sua contribuição faz a diferença

Precisamos de si, caro leitor, e nunca precisamos tanto como hoje para cumprir a nossa missão. Que nos visite. Que leia as nossas notícias, que partilhe e comente, que sugira, que critique quando for caso disso. A contribuição dos leitores é essencial para preservar o maior dos valores, a independência, sem a qual não existe jornalismo livre, que escrutine, que informe, que seja útil.

A queda abrupta das receitas de publicidade por causa da pandemia do novo coronavírus e das suas consequências económicas torna a nossa capacidade de investimento em jornalismo de qualidade ainda mais exigente.

É por isso que vamos precisar também de si, caro leitor, para garantir que o ECO é económica e financeiramente sustentável e independente, condições para continuar a fazer jornalismo rigoroso, credível, útil à sua decisão.

De que forma? Contribua, e integre a Comunidade ECO. A sua contribuição faz a diferença,

Ao contribuir, está a apoiar o ECO e o jornalismo económico.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

EDP Renováveis dispara 10% e está acima do preço da OPA

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião