Ministério Público aponta a outros banqueiros na Operação Marquês

  • ECO
  • 29 Março 2017

Há novos suspeitos ligados à banca na mira do Ministério Público no âmbito da Operação Marquês, que envolve o antigo primeiro-ministro José Sócrates.

Além de Ricardo Salgado e Armando Vara, que já foram constituídos arguidos no processo Operação Marquês, o Ministério Público tem em mira novos suspeitos ligados ao setor da banca. São “pessoas distintas” das já constituídas arguidas no processo, de nacionalidade portuguesa e que “tinham responsabilidades em instituições financeiras e na concessão de crédito”, podendo estar em causa o crime de burla qualificada, adianta o Diário de Notícias (acesso livre), que cita informação que consta na primeira certidão extraída da Operação Marquês.

Estas novas suspeitas sobre banqueiros e recebimentos de comissões ilegais resultam dos últimos dados bancários enviados pela Suíça para o Ministério Público português.

O procurador Rosário Teixeira ordenou a extração da certidão da Operação Marquês, no final do ano passado. Nesse despacho em que ordena a retirada de elementos do processo para uma investigação autónoma, o procurador considera que terá sido “gerado um engano sobre os interesses subjacentes aos financiamentos em causa”.

Segundo Rosário Teixeira, os movimentos financeiros detetados na Suíça nas contas bancárias dos responsáveis por instituições financeiras são “contemporâneos com intervenções e procedimentos de financiamento a clientes”.

A Operação Marquês envolve o antigo primeiro-ministro José Sócrates que, alegadamente, terá recebido dinheiro dos promotores do Grupo Vale do Lobo e do Grupo Espírito Santo através do seu amigo Carlos Santos Silva.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Ministério Público aponta a outros banqueiros na Operação Marquês

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião