Este pequeno gadget vai fazê-lo poupar na fatura da luz

O TP-Link HS100 permite, por menos de 50 euros, programar horários para evitar que equipamentos em stand-by gastem energia de forma desnecessária. Para uma casa (um pouco) mais inteligente.

Equipamentos em stand-by são o terror das faturas de eletricidade. Não se ouvem nem causam alarido, mas podem pesar cerca de 90 euros por ano nas nossas carteiras graças aos consumos de energia inúteis. No entanto, segundo o jornal espanhol El País (acesso livre/ conteúdo em espanhol), há uma forma simples e barata que permite mitigar esse problema: chama-se TP-Link HS100 e é uma tomada elétrica inteligente.

Custa menos de 50 euros e liga-se entre a tomada e os equipamentos. Através da internet e de uma aplicação para o smartphone, permite ligar ou cortar totalmente a energia a um ou a vários aparelhos. O jornal dá o exemplo da caldeira elétrica que, ligada à corrente, fica o dia inteiro a aquecer água e a gastar energia enquanto, na realidade, apenas precisamos dela em alturas específicas do dia.

Com este pequeno gadget, é fácil ligar ou desligar a tomada via telemóvel, ou mesmo programar um horário para o dispositivo se ligar ou desligar automaticamente. É apenas um entre muitos outros pequenos aparelhos que tornam qualquer casa um pouco mais inteligente, ainda que a verdadeira domótica seja aquela que é pensada desde a construção da casa, como o ECO contou nesta reportagem.

De qualquer forma, o jornal espanhol garante que compensa controlar os consumos de aparelhos em stand-by. E esta domótica, embora primitiva, permite isso mesmo. O TP-Link HS100 tem feito furor na loja da Amazon e, numa das versões, ligeiramente mais cara, é capaz de registar consumos. A aplicação, TP-Link Kasa, está disponível para dispositivos iOS e Android.

Só há mesmo um problema: a Amazon Espanha não faz entregas deste item em Portugal. Mas está disponível no eBay, por cerca de 35 euros, embora possa estar sujeito a custos alfandegários.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Este pequeno gadget vai fazê-lo poupar na fatura da luz

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião