Mísseis de Trump abalam mercados

  • ECO
  • 7 Abril 2017

A bolsa abriu em queda. Os principais índices desceram na ordem dos 0,1%. Isto apesar dos números da empregabilidade terem sido positivos, atingindo mínimos da última década.

A intervenção dos EUA na Síria atingiu os mercados que abriram no vermelho. Os principais índices caiam cerca e 0,1%. As estatísticas positivas do mercado de trabalho — a taxa de desemprego atingiu mínimos desde 2007 — não foram suficientes para que os mercados abrissem no verde.

O S&P 500 abriu hoje com uma variação negativa de 0,9%. O industrial Dow Jones e o tecnológico Nasdaq acompanharam a tendência com uma quebra de 0,10% para os 20643,63 pontos e de 0,13% para 5871,34 pontos, respetivamente.

A descida nos valores da bolsa relaciona-se com a incerteza provocada pelo ataque militar dos EUA à Síria. “Os mercados estarão oscilantes todo o dia”, anuncia James Audiss, senior wealth manager da Shaw and Partners Ltd. A perspetiva de tensões com o Médio Oriente teve, contudo, um efeito positivo no mercado de crude, que valorizou mais de 1,2% tanto no americano West Texas Intermediate (WIT) como no londrino Brent.

E nem os números de desemprego nos EUA, que caíram para mínimos da última década, atingindo os 4,5%, entusiasmaram os mercados na abertura. Os valores da taxa de desemprego contrariaram os analistas, que previam que se mantivesse nos 4,7%. O crescimento dos salários desacelera para os 2,7%, mas os analistas estão crentes num progresso sustentável da maior economia do mundo.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Mísseis de Trump abalam mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião