CGD: Dívida emitida na recapitalização é “lixo” para a Moody’s

  • Lusa
  • 12 Abril 2017

A agência de rating atribuiu a notação de "lixo" à dívida emitida pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) em março, por ocasião da recapitalização do banco público.

A agência Moody’s atribuiu hoje rating de não investimento ou ‘lixo’, à dívida emitida em março pela Caixa Geral de Depósitos (CGD) para se recapitalizar, no montante total de 500 milhões de euros. A notação atribuída pela agência de rating a estes títulos de dívida de elevada subordinação (que contam para capital) é de ‘Caa2’, o oitavo degrau dentro do nível de ‘lixo’.

A Moody’s justifica o rating atribuído por estes títulos poderem implicar perdas num cenário de resolução do banco e com o risco de pagamento dos juros. Já anteriormente outra agência de rating, a Fitch, tinha considerado estes títulos como ‘lixo’.

A Caixa Geral de Depósitos emitiu a 23 de março 500 milhões de euros de dívida perpétua junto de investidores institucionais, a uma taxa de juro de 10,75%. Esta emissão de dívida faz parte da recapitalização do banco público, num montante de cerca de 5.000 milhões de euros, depois de ter apresentado um prejuízo histórico de 1.859 milhões de euros em 2016.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

CGD: Dívida emitida na recapitalização é “lixo” para a Moody’s

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião