Queixas contra telecom e transportes disparam no 1.º trimestre, com mais de 16.700

  • Lusa
  • 20 Abril 2017

Só nos primeiros três meses do ano foram registadas 16.702 reclamações pelo Portal da Queixa, um aumento de 167% relativamente a igual período de 2016.

Entre janeiro e março, o Portal da Queixa recebeu em média 187 reclamações por dia, a maioria das quais visa as operadoras de telecomunicações, empresas de transporte e logística e entidades públicas.

Os dados divulgados pelo Portal da Queixa mostram um crescimento na procura desta plataforma por parte dos consumidores portugueses para dirigirem as suas reclamações às marcas e entidades públicas em Portugal.

Com uma comunidade de mais de 127 mil utilizadores inscritos, o Portal da Queixa registou o seu maior crescimento nos primeiros três meses do ano, com uma média de 7.000 novos registos por mês.

De acordo com o presidente do Portal da Queixa, Pedro Lourenço, a plataforma tem vindo a tornar-se numa “referência para os consumidores na sua relação com as marcas e, por isso, é clara e evidente a alteração do paradigma das reclamações em Portugal”.

“A mudança de paradigma é tão evidente que o número de reclamações aumentou de forma exponencial e ultrapassou os nossos objetivos iniciais: nos primeiros três meses de 2017”, refere o responsável pela plataforma, citado num comunicado.

Nos primeiros três meses do ano, o Portal da Queixa ultrapassou os cinco milhões de páginas visitadas de mais de 3.300 marcas, representando um aumento de 67% face ao período homólogo.

O Portal da Queixa permite comparar as marcas do mercado com base num Índice de Satisfação, ler as últimas notícias na área do consumo e consultar alertas para possíveis práticas de burla.

Quanto vale uma notícia? Contribua para o jornalismo económico independente

Quanto vale uma notícia para si? E várias? O ECO foi citado em meios internacionais como o New York Times e a Reuters por causa da notícia da suspensão de António Mexia e João Manso Neto na EDP, mas também foi o ECO a revelar a demissão de Mário Centeno e o acordo entre o Governo e os privados na TAP. E foi no ECO que leu, em primeira mão, a proposta de plano de recuperação económica de António Costa Silva.

O jornalismo faz-se, em primeiro lugar, de notícias. Isso exige investimento de capital dos acionistas, investimento comercial dos anunciantes, mas também de si, caro leitor. A sua contribuição individual é relevante.

De que forma pode contribuir para a sustentabilidade do ECO? Na homepage do ECO, em desktop, tem um botão de acesso à página de contribuições no canto superior direito. Se aceder ao site em mobile, abra a 'bolacha' e tem acesso imediato ao botão 'Contribua'. Ou no fim de cada notícia tem uma caixa com os passos a seguir. Contribuições de 5€, 10€, 20€ ou 50€ ou um valor à sua escolha a partir de 100 euros. É seguro, é simples e é rápido. A sua contribuição é bem-vinda.

António Costa
Publisher do ECO

5€
10€
20€
50€

Comentários ({{ total }})

Queixas contra telecom e transportes disparam no 1.º trimestre, com mais de 16.700

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião