Revista de imprensa internacional

A tensão entre a Coreia do Norte e os EUA está ao rubro. Até a China já tenta acalmar as águas. Leia as cinco notícias que marcam a atualidade mundial esta segunda-feira... Além das eleições em França

A imprensa internacional está totalmente dominada, esta segunda-feira, pelos resultados da primeira volta das eleições presidenciais em França, que ditaram a passagem de Emmanuel Macron e Martine Le Pen. Mas o mundo não para. Desde a escalada de tensão entre os Estados Unidos e a Coreia do Norte, aos acordos salariais no Brasil, o mundo empresarial está de olhos postos nos luxuosos Jimmy Choo.

Bloomberg

CEO da LafargeHolcim demite-se por causa dos negócios na Líbia

A revelação foi bombástica. O presidente executivo da cimenteira LafargeHolcim admitiu que pagou a grupos armados na Síria para poder manter em funcionamento a cimenteira no país, apesar da guerra civil. Eric Olsen foi ilibado de responsabilidades por parte da administração, mas ainda assim, o presidente executivo apresentou a demissão esta segunda-feira, mas manter-se-á em funções até 15 de julho. O chairman Beat Hess foi nomeado CEO interino enquanto a empresa procura um sucessor. Leia a notícia completa na Bloomberg (Conteúdo em inglês / Acesso livre)

South China Morning Post

Presidente chinês pede contenção a Trump

O Presidente chinês, Xi Jinping, apelou à restrição ao seu homólogo norte-americano, Donald Trump, e ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, num momento em que um porta-aviões norte-americano se dirige para as águas territoriais da Península da Coreia e a Coreia do Norte já ameaçou atingir o navio. As tensões estão ao rubro, com as duras trocas de acusações entre os EUA e a Coreia do Norte, alimentando os receios de um conflito armado entre as duas nações. Xi telefonou a Trump para discutir o programa nuclear norte-coreano. E o South China Morning Post questiona se houve uma mudança na posição chinesa. Leia a notícia completa no South China Morning Post (Conteúdo em inglês / Acesso livre)

The Independent

Uber espiou utilizadores depois de apagarem a aplicação

A Uber espiou secretamente os seus utilizadores depois de terem apagado a aplicação, revela um novo relatório divulgado pelo britânico The Independent. A prática invasiva levou a a Apple a convocar uma reunião especial, na qual o próprio patrão da Apple, Tim Cook, ameaçou expulsar a Uber da App Store e, consequentemente dos iPhones das pessoas. Em causa estava uma ferramenta que permitia à Uber espiar quando as pessoas apagavam a aplicação e depois voltar a encontrá-las quando a aplicação era reinstalada. Leia a notícia completa no The Independent. (Conteúdo em inglês / Acesso livre)

Valor Económico

Acordos salariais batem inflação no Brasil

Os acordos salariais negociados no Brasil em março registaram uma evolução positiva face à inflação. Este é o terceiro mês consecutivo em que isso se verifica no Brasil, avança o Valor Económico. Em janeiro, os salários alvo de ajustamento, registaram uma subida real de 0,1% e, em fevereiro de 1,1%. Já em março, as convenções coletivas de trabalho ditaram um aumento de 1,8% na mediana de 157 documentos homologados pelo Ministério brasileiro do Trabalho. Leia a notícia completa no Valor Económico. (Acesso pago)

Financial Times

Jimmy Choo está à venda

A conhecida marca de sapatos de luxo, popularizada pela personagem da série televisiva “Sexo e a Cidade” Carrie Bradshaw, está à venda. O grupo emitiu um comunicado que decidiu “rever as várias opções estratégicas que se abrem à empresa para maximizar o valor dos seus acionistas e está à procura de ofertas para a empresa”. A Jimmy Choo disse ainda que a JAB Luxury, uma empresa privada que detém 70% das ações, “confirmou que apoia o processo” de venda. Contudo a Jimmy Choo ainda não recebeu qualquer proposta de potenciais interessados. Leia a notícia completa no Financial Times. (Conteúdo em inglês / Acesso pago)

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Revista de imprensa internacional

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião