BCP aceita receber 20% da dívida da Ongoing

  • ECO
  • 3 Maio 2017

O BCP era o maior credor da Insight, uma empresa do grupo Ongoing, com 282,7 milhões de euros e aceitou receber 20% da dívida, cerca de 56,5 milhões de euros. Dinheiro vem das ilhas Caimão.

O BCP, principal credor da Insight Strategic Investments, participada da Ongoing Strategic Investments SGPS, que chegou a ser acionista de forma direta e indireta da Portugal Telecom (6,57%), aceitou receber 20% de um total da dívida de dívida de 282,7 milhões de euros, ou seja 56,5 milhões de euros. A notícia avançada pelo Público (acesso condicionado) esta quarta-feira dá conta de que o dinheiro deverá vir das Ilhas Caimão.

As empresas que compunham o universo da Ongoing, de Nuno Vasconcellos, foram declaradas insolventes ao longo de 2016. A própria Ongoing, cujos principais credores eram o Novo Banco e o BCP com 493 e 282 milhões de euros respetivamente, viu o seu processo especial de revitalização (PER) chumbado durante o verão do ano passado.

Sorte diferente teve a Insight Strategic Investments (ISI) cujo PER foi aprovado, apesar do seu principal credor só receber 20,94% do valor total em dívida. O BCP era credor de 282,68 milhões de euros, cerca de 96,43% do valor total reconhecido.

Dinheiro tem origem das Ilhas Caimão

Ainda segundo o Público, o dinheiro que o BCP irá receber vem diretamente das Ilhas Caimão. O fundo Solaris Venture Capital Fund tem sede naquele paraíso fiscal pelo que por decisão expressa do PER, a Insight ficou obrigada a “entregar ao Millennium bcp por dação em pagamento (ou outra forma equivalente) dos 37.690,5519 valores mobiliários da Solaris Venture Capital Fund empenhadas ao banco detidas pela garante Investoffice [outra emprega do grupo Ongoing], pelo valor correspondente ao net asset value mais recente, o qual se cifra em 20.549.152,24 euros”.

Mas as unidades de participação do Fundo Solaris valem apenas 20 milhões de euros, pelo que para completar os 56,5 milhões de euros que o BCP terá que receber é necessário entregar outros ativos.

O PER adianta que a Insight ficou ainda obrigada a “entregar ao Millennium bcp por dação em pagamento (ou forma equivalente) das 283 ações da Webspectator Corporation empenhadas ao banco e detidas pela RS Holding SGPS SA e todos os direitos de subscrição e novas ações a serem entregues a este acionista até à data da dação, pelo valor de 36.000.000,00 livres de quaisquer ónus ou encargos, registados ou não registados”.

O penhor financeiro “sobre 37.690,5519 unidades de participação do fundo Solaris Venture Capital Fund pela sociedade Investoffice” e “sobre 238 ações, representativas de 25% do capital da Webspectator Corporation, pela sociedade RS Holding” foram dados a título de “reforço das garantias prestadas” pela Insight no âmbito da “renegociação do contrato de financiamento do Millennium BCP e a Insight”, em agosto de 2014, de acordo com o PER da sociedade do grupo Ongoing.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

BCP aceita receber 20% da dívida da Ongoing

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião