Banca sustenta Wall Street com otimismo da Fed

Fed considera que abrandamento do início do ano é temporário, manifestando otimismo em relação à economia. Para o setor financeiro de Wall Street, são boas notícias.

Desvalorizando o abrandamento da economia no arranque do ano, a Reserva Federal norte-americana manteve esta quarta-feira a taxa de juros de referência nos EUA no intervalo entre os 0,5% e 0,75%, sem adiantar muitos pormenores em relação ao rumo de política monetária no decurso do ano. Na intervenção anterior, a Fed dava conta de que poderia promover mais duas subidas das taxas em 2017, um cenário que pouco mudou após a reunião de dois dias ocorrida esta semana.

Para o setor financeiro, que é um dos que mais beneficia de um ambiente de juros mais altos, as notícias foram por isso positivas e os investidores estão a refletir esse otimismo do banco central norte-americano na cotação dos bancos. Ações do JPMorgan Chase, Goldman Sachs, Wells Fargo destacaram-se na sessão de ontem e voltam esta quinta-feira a protagonizar um bom desempenho com ganhos de 1%.

É neste cenário que os principais índices norte-americanos arrancam em terreno positivo. O S&P 500, o índice de referência para investidores em todo o mundo, avança 0,12% para 2.391,22 pontos, colocando-se novamente a caminho de máximos históricos. O industrial Dow Jones e o tecnológico Nasdaq também seguiam acima da linha de água, com ganhos de 0,14% e 0,08%, respetivamente.

A dar força ainda aos mercados americanos estão notícias deste lado do Atlântico relativamente aos sinais de que Emmanuel Macron pode estar mais perto do Eliseu depois do último debate televisivo diante de Marinne Le Pen e ainda a temporada de resultados empresariais em Wall Street.

“Os resultados fortes têm sido um tema constante mesmo com um crescimento económico moderado e estamos a assistir igualmente a uma retoma da economia mundial. Isso reforça o sentimento positivo”, referiu Scott Brown, economista da Raymond James, citado pela Reuters.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

Banca sustenta Wall Street com otimismo da Fed

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião