5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

A estabilidade financeira continua a estar no topo das preocupações dos governos, principalmente na Zona Euro. Esta quarta-feira, o BCE identifica os riscos e as vulnerabilidades.

Os temas mais discutidos internacionalmente passam pelo comércio internacional e pela política monetária. Em ambas as frentes existem mudanças em curso e outras esperadas para breve. Esta quarta-feira, são divulgados mais indicadores que darão pistas para perceber o futuro desses dois assuntos económicos.

Como vai o comércio mundial?

Para um país tão dependente da conjuntura externa e das exportações para crescer, é importante perceber quais são as tendências do comércio mundial. Esta quarta-feira, o Gabinete de Análise da Política Económica dos Países Baixos (CPB) divulga a estimativa de comércio mundial em março de 2017. Em janeiro, este indicador tinha estabilizado depois de uma subida em dezembro de 2016. Este indicador agrega dados mensais mundiais do comércio internacional e da produção industrial.

Carlos Costa vai ao Parlamento falar do Novo Banco

Depois da ida de Sérgio Monteiro, é a vez de o governador do Banco de Portugal ir explicar aos deputados a venda do Novo Banco ao fundo de investimento norte-americano Lone Star. A audição começa às 10h30 e, além de incidir sobre esse processo, o governador irá apresentar o Relatório de Atividades e Contas relativo a 2016 revelado esta segunda-feira. Nesse documento, o banco central nacional revelou que entregou 527 milhões de euros ao Estado este ano, montante superior ao que estava inscrito no Orçamento do Estado para 2017, e afirmou que não alterou a política de provisões, ao contrário do que tinha dito o primeiro-ministro num debate quinzenal.

Fed divulga minutas da reunião de maio

Em Nova Iorque, os investidores vão ter os olhos postos nas minutas da reunião dos governadores da Reserva Federal norte-americana. A Fed reuniu-se a 2 e 3 de maio, tendo decidido manter a política monetária intacta: a entidade liderada por Janet Yellen manteve a taxa de juro entre os 0,5% e 0,75% e disse estar atenta ao abrandamento económico no arranque do ano, que diz ser “transitório”. As minutas poderão então ter mais pormenores sobre o que significa este travão no crescimento.

Draghi vai a Espanha

O Banco de Espanha vai ser a casa de uma conferência de dois dias sobre a estabilidade financeira na Zona Euro. Os protagonistas são Luis Maria Linde, um dos membros do conselho de governadores do Banco Central Europeu (BCE), e o próprio presidente Mario Draghi. De manhã, o BCE vai divulgar o Financial Stability Review, um documento publicado duas vezes por ano que aponta para as possíveis fontes de riscos e vulnerabilidade na estabilidade financeira dos países que partilham o euro.

Consumidores confiam na economia brasileira?

Numa altura em que a crise política domina a situação brasileira, o Instituto Brasileiro de Economia revela a sondagem de confiança dos consumidores em maio. Depois de uma recuperação nos primeiros três meses do ano, este indicador diminuiu em abril e prevê-se que em maio, dada a polémica com o atual Presidente do Brasil, a confiança dos consumidores brasileiros baixe.

Assine o ECO Premium

No momento em que a informação é mais importante do que nunca, apoie o jornalismo independente e rigoroso.

De que forma? Assine o ECO Premium e tenha acesso a notícias exclusivas, à opinião que conta, às reportagens e especiais que mostram o outro lado da história e às newsletters ECO Insider e Novo Normal.

Esta assinatura é uma forma de apoiar o ECO e os seus jornalistas. A nossa contrapartida é o jornalismo independente, rigoroso e credível.

Comentários ({{ total }})

5 coisas que tem de saber antes de abrirem os mercados

Respostas a {{ screenParentAuthor }} ({{ totalReplies }})

{{ noCommentsLabel }}

Ainda ninguém comentou este artigo.

Promova a discussão dando a sua opinião